Cinco dicas do Espro para os jovens conseguirem estágio nesta época de maior oferta de vagas

Cinco dicas do Espro para os jovens conseguirem estágio nesta época de maior oferta de vagas

Meio do ano amplia as oportunidades para o primeiro emprego. Criatividade e flexibilidade são fatores cada vez mais valorizados pelos recrutadores

 

O mercado de trabalho costuma aquecer ou esfriar, ao longo do ano, devido a uma série de fatores. Datas comemorativas como o Natal e a Páscoa, por exemplo, impulsionam o aumento da oferta de vagas temporárias. O meio do ano, por sua vez, é marcado por uma alta nas oportunidades de estágio: nessa época, boa parte dos contratos vencem, estagiários tendem a ser efetivados ou desligados e muitos jovens se formam, transitando para o mercado de trainees. A procura pela primeira experiência profissional também cresce devido à conclusão do período letivo.

“Para muitos jovens, o estágio representa não apenas a oportunidade de conquistar uma experiência profissional remunerada, mas também colocar em prática as competências e habilidades adquiridas ao longo de sua formação  e dar um passo importante para a conquista da autonomia e de protagonismo”, afirma Alessandro Saade, superintendente executivo do Espro (Ensino Social Profissionalizante), associação filantrópica que há mais de 40 anos ajuda a incluir jovens no mundo do trabalho.

Conseguir um estágio, contudo, não é uma tarefa fácil. Segundo o mais recente levantamento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), o Brasil tem 8.680.945 estudantes matriculados no ensino superior, distribuídos em 2.457 instituições. Em 2020, os 10 cursos que mais tiveram calouros, totalizaram juntos 1.686.047 discentes. Essa concorrência intensa torna essencial o preparo dos candidatos. Mas o que eles podem fazer para sobressair nos processos de seleção? O Espro dá cinco dicas:

Manter o radar ligado

Muitas empresas divulgam vagas de estágio no LinkedIn e em outras redes sociais. Por isso, é importante o jovem ter conta nas principais plataformas, preencher seu perfil com o máximo possível de informações e ficar atento a notificações de oportunidades. O candidato também pode acompanhar o noticiário sobre empregos e aderir a plataformas digitais de recrutamento. O Espro disponibiliza gratuitamente uma plataforma  em que os jovens podem se cadastrar e se preparar com a ajuda de recursos de gamificação, facilitando a procura de candidatos por empresas de variados segmentos de atuação e localização no país. Lembre-se de manter seus dados sempre atualizados nas redes sociais e nas plataformas como a do Espro.

Imersão no Mundo 4.0

A transformação digital do trabalho foi acelerada nos últimos dois anos. Mais e mais, as empresas estão implantando modelos híbridos (presencial e remoto) ou até 100% online. Ganham pontos os candidatos antenados com essa tendência, que sabem  lidar com tecnologias de trabalho em nuvem, videoconferência e trabalho em equipe. As empresas cada vez mais adotam jornadas de trabalho flexíveis, nas quais a atitude é o que importa – e não o mero cumprimento de uma carga horária.

Lição de casa feita

Mostrar ao recrutador que você buscou informações sobre a empresa contratante faz grande diferença. É um ótimo cartão de visitas, pois demonstra curiosidade e interesse do candidato. O site e as redes sociais da empresa são ótimas fontes de informação, além de matérias que eventualmente já saíram no noticiário. Convém entender o que ela faz, como é o seu mercado, qual sua origem, quem são as pessoas-chave. Também vale a pena verificar avaliações de estagiários e colaboradores sobre suas experiências na organização. 

Sintonia com os principais requisitos

O sonho de toda empresa  é contar com profissionais com competências multidisciplinares, cultura digital sólida, consciência da sua responsabilidade social e com criatividade e capacidade de colaborar para solucionar problemas. Por isso, são cada vez mais valorizados os jovens que buscam diversificar as aprendizagens e experiências. No currículo, é importante listar valiosas  habilidades complementares que o jovem nem percebe possuir, como a concentração se ele joga xadrez, o trabalho em equipe se ele pratica algum esporte coletivo, a sensibilidade se ele toca algum instrumento, entre outras competências muito importantes já desenvolvidas e não destacadas. Não convém, entretanto, manifestar eventuais preferências político-partidárias.

Entrevistas ensaiadas

Ao buscar informações sobre dicas para irem bem em entrevistas de emprego, muito provavelmente os jovens toparão com recomendações sobre pontualidade, evitar cruzar os braços ou bocejar, procurar não balançar a perna ou desviar o olhar do recrutador. Mas é natural bater ansiedade ou nervosismo durante uma conversa com recrutadores. Uma prática que pode ajudar a melhorar o desempenho é a realização de ensaios de entrevistas. Amigos, familiares e colegas podem fazer o papel do interlocutor, fazendo perguntas típicas. Em processos de seleção, algumas empresas também costumam aplicar testes de preferências comportamentais. Aqui vale lembrar que nesse tipo de teste não existe resposta certa ou errada. Ele simplesmente identificará o seu perfil. 

 

Sobre o Espro

Há mais de 40 anos, o Espro (Ensino Social Profissionalizante) trabalha para inserir no mercado de trabalho adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social, por meio da socioaprendizagem. A instituição tem como objetivo auxiliar esses profissionais a serem protagonistas da construção de uma sociedade mais inclusiva, bem como apoiar suas famílias e comunidades, seja por meio de projetos de capacitação ou assistência social.

Em sua trajetória, o Espro encaminhou mais de 430 mil adolescentes e jovens para processos seletivos ou para sua primeira oportunidade no mundo do trabalho. Além disso, realizou 1 milhão de atendimentos sociais, englobando visitas domiciliares, acompanhamentos psicológicos, visitas técnicas, oficinas de geração de renda, encaminhamentos para a rede de apoio e outras iniciativas para desenvolver e melhorar a jornada dos jovens.

A associação filantrópica está presente em todo o território nacional, com filiais e polos em 16 estados, alcançando 2.202 municípios e capacitando anualmente mais de 20 mil jovens por meio dos Programas Jovem Aprendiz e Formação para o Mundo do Trabalho.

Quem busca o primeiro emprego pode acessar o site do Espro. As empresas interessadas em contratar jovens e contribuir com a missão de construir uma sociedade mais inclusiva encontram mais informações e contatos aqui.

Informações para a imprensa

2PRÓ Comunicação

Carolina Mendes - carolina.mendes@2pro.com.br

Isaac Toledo – isaac.toledo@2pro.com.br

Telefone: (11) 9-8360-7748

Compartilhe:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments