Aprendizes visitam Feira de Profissões do Metrô-SP

Aprendizes visitam Feira de Profissões do Metrô-SP

Participantes dos programas de Socioaprendizagem da unidade Sumaré/Santo Amaro e da FMT (Formação para o Mundo do Trabalho) na unidade Casulo (ambas na zona Sul de São Paulo) prestigiaram a quinta edição da Feira de Profissões do Metrô-SP, no pátio Jabaquara, no dia 24 de julho. Ao todo, 272 jovens e adolescentes participaram de palestras com diversos temas.

As plenárias se focaram nos seguintes tópicos: “Um dia em 2037” com a pensadora Ligia Zotini sobre o futuro do Trabalho; “Educação Financeira” com a professora Manu Serra e a palestrante Julia Teixeira; “Como será o futuro do emprego?” pelo conferencista Fábio Siqueira Netto; e “Para onde estamos indo?” em plenária ministrada pelo mestre em Tecnologia Eduardo Endo.

No total, foram 226 jovens e adolescentes da Socioaprendizagem e 46 participantes da FMT, que além das palestras, visitaram salas temáticas de artes e cursos técnicos e tecnológicos, biblioteconomia, além de receberem orientação sobre elaboração de currículos. Também houve bate-papo com os profissionais de medicina, enfermagem, psicologia e educação física e a oficina “E agora, qual será o meu próximo passo?”, do instituto Unimetro.

Os participantes saíram muito satisfeitos com o conteúdo e acharam o dia bem proveitoso. “Sobre a feira de profissões, eu gostei. Os palestrantes tiram bastante as dúvidas e a primeira palestra foi sobre um dia em 2037. As salas com as profissões estavam muito legais”, pontuou a jovem Aprendiz Thais Naiara, da turma 8.343 na unidade Sumaré/Santo Amaro.

“Para jovens como os nossos, cheios de sonhos e em busca de voos mais altos do que aqueles reservados a eles no imaginário de sua classe social, uma feira de profissões, como esta, é definitivamente inestimável. Não temos palavras para agradecer esta excelente iniciativa do Metrô, e a oportunidade que nos foi propiciada pelo Espro”, disse a instrutora da FMT na unidade Casulo Karyna Berenguer.


   

“Na sala de Tecnologia da Informação, tinha um profissional da área, dizendo sobre tudo o que essa profissão faz, como conseguimos entrar para este tipo de área, e sempre nos orientando a acreditar que tudo é possível. A feira de profissões foi bem mais do que esperávamos, e com certeza cada um de nós já se imaginou em alguma daquelas profissões”, destacou a jovem Ana Clara Dante, turma: 8.343 da unidade Sumaré/Santo Amaro.

Segundo a instrutora da mesma unidade, Lilian Espindola Padial, o evento foi uma grande oportunidade para adolescentes e jovens responderem questões relacionadas ao futuro profissional. “Meu desejo é que os jovens que participaram deste evento tenham despertado consciência e a sua responsabilidade nesse processo, no qual o conformismo abre espaço ao empreendedorismo", afirmou.

Compartilhe:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments