A sua gentileza pode florir o dia de alguém | dia 13 de novembro: Dia Mundial da Gentileza

A sua gentileza pode florir o dia de alguém | dia 13 de novembro: Dia Mundial da Gentileza

 

Dia 13 de novembro é o dia da gentileza, é o momento ideal para a realização de atividades especiais, que nos lembrem da importância dessas práticas no nosso dia a dia, inclusive no trabalho.

Atitudes como um abraço, um sorriso ou uma palavra positiva são capazes de mudar o dia de alguém. Gentilezas tornam pessoas mais saudáveis, com relacionamentos melhores, mais produtivas no trabalho e mais felizes.

Pequenas atitudes podem fazer a diferença. Confira os depoimentos de gentileza que alguns Esprolovers nos enviaram:

 

“Tenho dois filhos, Rafael e Paula de 8 e 9 anos respectivamente, desde sempre os orientamos a ser pessoas gentis, educadas, respeitadoras. Recentemente num supermercado aqui de Recife, pedi aos dois para pegarem o pão, ficaram na fila, enquanto eu terminava as compras, de repente, o balconista da padaria veio até mim me perguntando se eu era o pai daquelas duas crianças, eu imaginei que eles haviam quebrado algo brincando, coisa do tipo, mas não, ele veio me parabenizar pela educação, delicadeza e gentileza dos meus filhos na fila, ao pedir o produto, agradecer e ainda desejar bom trabalho aos empregados!  Me surpreendeu, fiquei emocionado com a atitude deles”. 

 

“Nesse mês vigente, domingo passado, estava voltando para casa e na minha rua tinha um senhor visivelmente bêbado, com o carro parado pedindo ajuda, ele falava bem baixinho. “Me ajuda, me ajuda”.

Ao me aproximar percebi que ele estava com o pneu do carro furado. Então ajudei ele a trocar o pneu. Pedi que ligasse para alguém ir buscar o carro, pois as condições dele não eram favoráveis para dirigir.

Ele ficou muito agradecido, me senti útil ao ajudar o próximo”. 

 

“Gentileza na minha trajetória representa uma pessoa. Cecília Tomoe Habu.

Uma pessoa que teve um significado especial, marcado pelo dia 17/12/2020.

Neste dia, todos já cansados com o fim do ciclo próximo e eu ainda com responsabilidades pessoais maiores, conciliadas com todas as atividades junto ao ESPRO. Além de aplicar os treinamentos tinha também o mestrado para encerrar. Na última semana para apresentar minha defesa da dissertação, os ajustes da banca, a correria para deixar tudo impecável e o estresse vivenciado nesta importante fase de fechamento de ciclos.

Quando tudo ficou “pesado” e minha vontade foi desistir, focar só no mestrado, já que faltava tão pouco e estava me consumindo tudo aquilo. Dia 17/12/2020, seria naquele momento meu pedido de desligamento pela exaustão e por tantas outras responsabilidades pessoais, mas o principal fator, ter tido junto aos jovens instabilidade no uso da plataforma EAD naquele dia e a falta de compreensão de alguns, somados ao desrespeito me fizeram repensar se tudo isso valia a pena ainda.

Mas com 40 minutos tudo mudou. Cecília teve todo o cuidado de dizer “respira, vou te ligar! ”. No horário do almoço dela, parou tudo, me ligou e disponibilizou o que mais precisava naquele dia, um ombro para ouvir e entender tudo que havia ocorrido e o cansaço que estava naquele momento. Foram 40 minutos de uma escuta ativa e sem julgamentos, apenas entendendo meu lado naquele momento de instrutor e tudo que estava ocorrendo na plataforma que gerou um estresse imenso na turma e que acumulou sobre mim, somado a todo cansaço pessoal que implodiram.

Desde este dia, tenho a oportunidade de dizer que tudo foi ressignificado na minha experiência ESPRO. Ter uma amiga, pois assim que chamamos hoje um ao outro, uma profissional que vejo todas as lutas pessoais vividas, mas em nenhum momento deixa a "peteca cair". Ela vive o ESPRO na essência da palavra, que se doa no papel de ajudar o próximo, seja colaborador ou aprendiz, que se entrega na causa ESPRO de educar, transformar, incluir, e porque não, ACOLHER.

Cecília, se um dia tiver oportunidade de nos conhecermos pessoalmente, como já falamos várias vezes, será apenas para lhe dar um abraço e dizer que onde cheguei hoje e por onde caminho, sua gentileza deixou uma marca bonita na minha vida. ”

 

“Eu coleciono inúmeras histórias sobre gestos de gentileza, pois é algo que realmente me chama a atenção, valorizo demais e sinto que atraio essas situações, felizmente!!!

Dentre tantas, quero compartilhar que há alguns anos participei de uma Capacitação no Espro e no momento da pausa havia um belo Coffee Break a nossa espera. 

No entanto, o que realmente me surpreendeu foi o gesto de um dos participantes: ele simplesmente fez questão de servir a todos, demonstrando tamanha gentileza e educação, próprios de sua essência...

Mesmo com o passar do tempo, não consigo esquecer esse gesto singelo, mas tão admirável, e todas as vezes que encontro com essa pessoa, automaticamente toma conta de mim a doçura dessa lembrança!

Ah! Vocês devem estar curiosos para saber quem é essa pessoa, não é?!

Tenho certeza de que quem o conhece não irá se surpreender...

Ele é o nosso colega da área de TI, Roberto Blagin!

E ao passar dos anos, presenciei outros gestos de gentileza desse colega!

 Gentileza é um gesto doador... é cuidar do outro... e libera neurotransmissores do bem-estar!

Que sejamos gentis em todas as nossas interações! “

 

No final de fevereiro deste ano, eu recebi um gesto lindo dos amigos da Filial Belo Horizonte. Aliás, falar do time Espro em BH, é falar de pessoas com os melhores sentimentos e a gentileza é uma prática constante. Eu estava grávida de quase 7 meses e, mesmo com o isolamento social, home office e todo o contexto da pandemia, recebi um "chá de fraldas surpresa". Além do super presente, fiquei especialmente emocionada com as mensagens que os colegas escreveram, palavras cheias de carinho e afeto, de quem compartilha verdadeiramente da felicidade do outro, gente que se alegra com a realização dos sonhos do próximo. Quanta gentileza! Jamais esquecerei. Meu Arthur é um baby #Esprolover, foi recebido com muito carinho por todos e a mamãe aqui é pura gratidão e amor. ” 

 

 

Compartilhe:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments