Espro - Ensino Social Profissionalizante

Educa, Transforma, Inclui.

São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174

  • São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174
  • Rio de Janeiro Tel. 21 3513-6400
  • Belo Horizonte Tel. 31 3506-1900
  • Brasília Tel. 61 3226-1512
  • Curitiba Tel. 41 2107-0500
  • Recife Tel. 81 3424-8166
  • Salvador Tel. 71 3027-5023
  • Campinas Tel. 19 3722-0004
  • Porto Alegre Tel. 51 3085-5707
Início do conteúdo

Parceria com a Junior Achievement promove curso em Belo Horizonte

24 de outubro de 2016.

O Espro Belo Horizonte, em pareceria com a Junior Achievement, está promovendo o curso de “Economia Pessoal” para 370 Jovens Aprendizes da filial e dos polos de Contagem e Venda Nova.

A instituição parceira capacitou os instrutores do Espro e disponibilizou todo o material didático aos jovens, que no final do curso também receberão certificado.

O curso que tem carga horária de 8 horas e tem como objetivo  ajudar o jovem a compreender seus interesses e necessidades pessoais,a explorar opções de carreira e descobrir o valor da educação. Eles também aprendem sobre orçamentos, gerenciamento financeiro e vantagens e desvantagens do uso do crédito.

O jovem Alan Mateus Silva Gonçalves, 20 anos, considerou o curso uma experiência muito boa. “Estou aprendendo muitas coisas e fazendo descobertas, além de discutirmos muitos assuntos com os colegas. Não imaginava fazer um dia esse curso, me sinto privilegiado por ter essa oportunidade”, declarou.

A parceria do Espro com a Junior Achievement se iniciou em 2015, com a aplicação do curso Meu Dinheiro, Meu Negócio. E em novembro, já está confirmada a participação dos jovens da filial Belo Horizonte no projeto MESE, um jogo de simulação empresarial que possibilita aos participantes operar suas próprias corporações em um ambiente que reproduz o mercado dos negócios. O objetivo é ensinar aos jovens sobre educação financeira, concorrência, tomada de decisões e trabalho em equipe.

 

Logística na Prática: jovens visitam o Terminal de Cargas do Aeroporto de Brasília

19 de outubro de 2016

Os jovens do Espro Brasília visitaram, recentemente, o Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional de Brasília. A atividade foi supervisionada pela instrutora Elenilce Gama e guiada pelo coordenador de Logística do aeroporto, Miguel Rodrigues. 

Os principais pontos abordados foram os procedimentos de armazenagem de carga, a existência de galpões refrigerados com temperaturas que podem chegar a -80C°, a explicação de termos técnicos, custo logístico, estoque em trânsito, tipos de transportes de carga existentes, os canais de parametrização, os órgãos que são isentos de taxa de armazenagem, o papel da Receita Federal e muitos outros. 

O Jovem Aprendiz Jairo Herbert considerou que todo o assunto abordado o fez ter consciência do quanto é essencial respeitar e conhecer todas as etapas de um processo, para a sua execução e qualidade. Já Raimundo Junior destacou a importância do uso dos equipamentos de proteção individual.

Segundo Shirlaine Maciel, supervisora da Educação Profissional, é fundamental que a teoria esteja associada à prática, para garantir clareza no entendimento dos jovens e qualidade do aprendizado. “A turma já havia estudado os temas de logística e estoque e a visita serviu para ampliar os conhecimentos e reforçar os conceitos e apresentar a profissão que pode ser o anseio de muitos jovens”, disse.  

Espro Campinas promove 1ª Feira de Empreendimentos de jovens

Nos dias 27 e 28 de setembro, o Espro Campinas realizou a 1ª Feira de Empreendimentos, no CIS Guanabara. O evento teve como proposta apresentar as três empresas juniores criadas pelos jovens da Formação para o Mundo do Trabalho, que colocaram em prática os conhecimentos teóricos aprendidos ao longo do curso.

Conheça as empresas:

  • Arte Mudando a Periferia - usa grafite e o artesanato com recicláveis para falar sobre cidadania com a população do Campo Grande.
  • Periferia em Movimento – propõe reflexões de cidadania para a comunidade através de eventos de arte e cultura.
  • Informação para a Comunidade - Informa a comunidade do bairro Vida Nova sobre serviços e direitos que podem acessar direto no bairro.

Estiveram presentes no evento as famílias dos jovens, representantes de entidades, empresas parceiras e jovens do programa de Socioaprendizagem. Durante a ação, também houve apresentações culturais preparadas pelos jovens e seminários que explicaram a estrutura organizacional de cada empresa. 

A instrutora da Socioaprendizagem Vanessa Buci considerou a feira um evento bem completo, devido a diversidade de atividades e a organização e elogiou a postura dos jovens. “Eles mostraram o quanto têm vontade de crescer. Será um diferencial para conquistarem uma vaga como Jovem Aprendiz”, ressaltou.

Os jovens também demonstraram satisfação com o resultado de seus trabalhos e com o evento. Confira as opiniões: 

“A Feira serviu para mostrar que todo o conhecimento que vimos e tudo o que realizamos é necessário no mundo do trabalho, e concretizou a ideia de usaremos esse conhecimento no futuro.” - Emerson S. Gomes - 16 anos.

“Ter a Feira como finalização do curso uniu a prática à teoria e nos possibilitou atuar como profissionais e treinar nossa comunicação como forma de desenvolvimento.” - Luciana O. Silva - 16 anos.

“Me senti como se estivesse trabalhando de verdade. Tive o prazer de colocar em prática o que aprendemos, de maneira profissional e responsável, e de sentir e ter a noção de como lidar com um cliente.” - Thainá H. M. Santos, 16 anos.

Direitos do Jovem Aprendiz: contrato do Aprendiz selecionado pelo serviço militar

18 de outubro de 2016.

O afastamento do Aprendiz em serviço militar não constitui causa para rescisão do contrato. Pode ser feito um acordo entre o Aprendiz e a empresa, para o tempo de afastamento, que será computado na contagem do prazo restante para o término do contrato. Neste caso, a empresa deverá recolher o FGTS durante período de afastamento (art. 15, § 5º, da Lei nº 8.036/90) (art. 472, caput e § 2º, da CLT).

Para mais informações e dúvidas sobre o programa Jovem Aprendiz, clique aqui

 

Aprendizes de Curitiba são contemplados com ingressos de espetáculos culturais

13 de outubro de 2016.

Por meio da Lei Federal Rouanet de incentivo à cultura, o Espro Curitiba vem promovendo diversas ações culturais aos Aprendizes. A filial conquistou recentemente 150 ingressos para os espetáculos “Nós” e “Não Tenho Culpa”, que serão exibidos durante o mês de outubro nos teatros Guaíra e Bom Jesus, respectivamente.

A primeira oportunidade de levá-los em espetáculos aconteceu em julho deste ano. Cerca de 40 ingressos do stand-up comedy “Despedida de Solteiro” foram distribuídos aos Jovens Aprendizes seguindo critérios determinados por seus instrutores como mérito, interesse, nota e frequência. 

Lei Rouanet

A lei garante a democratização de acesso aos projetos culturais, de modo que instituições sem fins lucrativos e pessoas de baixa renda tenham acesso tanto a ingressos gratuitos quanto aos de preço popular.

Indo na contra-mão dos rumores negativos da Lei Rouanet, o Espro pode usufruir dos benefícios de duas formas: primeiro, obtendo os ingressos para proporcionar aos jovens o acesso à cultura. Muitos deles, nem sequer tinham assistido a um espetáculo antes.

Segundo, a instituição possui um projeto social aprovado por essa lei: as Oficinas de Arte e Cultura.  Voltadas para os jovens que vivem em situação de vulnerabilidade social e que participam dos programas do Espro – Formação para o Mundo do Trabalho e Jovem Aprendiz – elas impactam diretamente em suas rotinas, como na postura, respeito ao próximo, organização e trabalho em equipe. Por meio de aulas de teatro, canto, violão e dança, os jovens vivenciam as regras do coletivo, da escuta e do respeito. 

Você também pode doar parte do seu Imposto de Renda para esse projeto e ajude a levar mais cultura e cidadania a milhares de jovens! 

 
Fim do conteúdo (Clique neste link para voltar ao início do conteúdo) Voltar ao topo da página (Menu principal)