Espro - Ensino Social Profissionalizante

Educa, Transforma, Inclui.

São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174

  • São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174
  • Rio de Janeiro Tel. 21 3513-6400
  • Belo Horizonte Tel. 31 3506-1900
  • Brasília Tel. 61 3226-1512
  • Curitiba Tel. 41 2107-0500
  • Recife Tel. 81 3424-8166
  • Salvador Tel. 71 3027-5023
  • Campinas Tel. 19 3722-0004
  • Porto Alegre Tel. 51 3085-5707
Início do conteúdo

28/Fev - O início de uma jovem empreendedora e a descoberta de bailarina. Conheça a história de Talita de Curitiba e Andrea de SP

Conheça Talita
Talita Tais, 16 anos, tornou-se uma jovem empreendedora. Moradora da região rural de Curitiba, ela conclui o curso gratuito de Formação para o Mundo do Trabalho do Espro e logo teve uma ideia de construir um negócio próprio que favorecesse a sua comunidade. Hoje, na janela de sua casa, Talita vende diversos produtos e consegue obter uma renda extra que acrescenta no orçamento de sua família.

{youtube}5T-TlAdAg_c{/youtube}

Conheça Andrea

Andrea, 21 anos, conheceu a dança por meio das Oficinas de Artes e Cultura do Espro e hoje é bailarina, estuda Dança na Unicamp e é monitora dos jovens iniciantes.

{youtube}uzQ2ea1fvGU{/youtube}

Acompanhe pelo nosso canal no You tube Espro Oficial.

27/Fev - Caso Papa: oportunidade de refletir sobre liderança

O Jovem Aprendiz pode ser o líder do futuro. O programa motiva ainda mais os jovens de hoje a ingressarem mais cedo no mundo corporativo para formar o seu caráter profissional e ter uma melhor qualificação.  De acordo com a Exame, as pesquisas indicam que, aproximadamente 20% dos líderes nas empresas pertencem à geração Y e são formados por jovens com elevada qualificação acadêmica. Contudo, a ascensão a postos de liderança não é composta apenas por conhecimento acadêmico, mas também por conhecimento tácito, adquirido com a experiência funcional.

Na Folha de São Paulo, na data de hoje (27), foi publicada uma entrevista com Nancy Koehn, professora e historiadora da liderança na Escola de Administração de Empresas da Universidade Harvard, que discute as implicações da decisão de Bento 16 para os líderes do mundo empresarial.

Confira.
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/mercado/95917-a-lideranca-pesa.shtml

25/Fev - Saiba se as redes sociais influenciam no processo seletivo

Jovem Aprendiz - Redes SociaisA maneira como o perfil nas redes sociais é preenchido faz toda a diferença na hora de conquistar um emprego. Cada vez mais empresas utilizam as mídias sociais para verificar comportamento e posicionamento do candidato.

Durante a Campus Party Brasil 6, no dia 31 de janeiro, em São Paulo, foi realizada uma mesa redonda para discutir o tema “A importância das redes sociais na colocação profissional”, que contou com a participação de Luís Testa, diretor de Marketing da Catho, Tiago Yonamine do Trampos.com, Fernanda Chaves do Vagas.com e Bernardo Brandão do Linkedin Brasil.

Eles falaram sobre o quanto os departamentos de RH sabem utilizar as redes sociais para seus processos seletivos, se as redes podem influenciar no processo seletivo.

Assista ao vídeo e tire as suas dúvidas:

{youtube}VZlwzMvIF6c{/youtube}

26/Fev - Jovens da Formação realizam ação social no Lar Vicentino

Doar um pouco de tempo para realizar o trabalho voluntário, faz parte do dia a dia dos jovens do Espro. Nesta sexta-feira, dia 22 de fevereiro, a turma 2574 ME, da Formação Profissional para o Mundo do Trabalho do Espro na Unidade Lar Sírio, realizaram uma oficina de E.V.A. (Etileno Acetato de Vinil) com os idosos carentes do Lar Vicentino, em São Paulo.

Na finalização do curso, os jovens devem realizar um trabalho de conclusão, em que podem realizar uma ação fictícia ou real. Esta turma decidiu realizar um trabalho voluntário, por iniciativa própria, com a ajuda da instrutora Tânia Pittner.

“Promover o encontro entre o jovem e o idoso carente é muito bacana, pois além de prestar solidariedade eles aprendem sobre a importância do trabalho social”, revela Tânia. 

 Os jovens puderam compartilhar de uma tarde divertida com os idosos, em que confeccionaram cadernos em E.V.A e ficaram satisfeitos em poder contribuir para a alegria dos moradores do lar. “É muito bom ajudar, eles precisam de atenção e estamos aqui para isso”, conta Pedro Henrique Lima Andrade, 15 anos, da turma 2574 ME.

Segundo o Censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2011, a população idosa no Brasil cresceu nos últimos anos e o número de jovens diminuiu.


Diante deste cenário, o Espro incentiva os jovens, para que eles pratiquem a cidadania e o protagonismo juvenil. Criar ações que possibilitem o contato deles com as questões socais faz parte do conteúdo aplicado em sala de aula.
 

22/Fev - Dilma anuncia vagas no Pronatec para usuário da Bolsa-Família

A presidenta da República, Dilma Rousseff, afirmou nesta terça-feira, 19, em Brasília, que a superação da miséria não se faz apenas por meio da renda, mas também da oferta de educação de qualidade e emprego. Dilma participou, de manhã, da cerimônia de anúncio de medidas do plano Brasil sem Miséria. Entre as ações citadas pela presidenta está a matrícula de 267 mil beneficiários do programa Bolsa-Família em 416 tipos de cursos técnicos por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Dilma Rousseff também anunciou a extensão da complementação de renda da Bolsa-Família para alcançar os últimos 2,5 milhões de beneficiários do programa que permaneciam em situação de extrema pobreza. Com isso, o governo federal atinge a marca da retirada de 22 milhões de brasileiros dessas condições, do ponto de vista da renda, nos últimos dois anos, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

“O Brasil sem Miséria é hoje o plano social mais focado, mais amplo e mais moderno do mundo”, disse a presidenta, durante a solenidade, que teve a presença do ministro da Educação, Aloizio Mercadante. O plano Brasil sem Miséria, lançado em junho de 2011, inclui a ação coordenada de 18 ministérios com a meta de resgatar os brasileiros que ainda vivem em situação de extrema pobreza.

Além do Pronatec, os programas Brasil Alfabetizado e Mais Educação, do Ministério da Educação, integram o plano. Atualmente, 17,7 mil escolas públicas de tempo integral atendem crianças de famílias beneficiárias da Bolsa-Família. “Nosso desafio é garantir escola de tempo integral, alfabetização na idade certa e creche para nossas crianças e jovens da Bolsa-Família”, enfatizou Dilma.

Fim do conteúdo (Clique neste link para voltar ao início do conteúdo) Voltar ao topo da página (Menu principal)