Espro - Ensino Social Profissionalizante

Educa, Transforma, Inclui.

São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174

  • São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174
  • Rio de Janeiro Tel. 21 3513-6400
  • Belo Horizonte Tel. 31 3506-1900
  • Brasília Tel. 61 3226-1512
  • Curitiba Tel. 41 2107-0500
  • Recife Tel. 81 3424-8166
  • Salvador Tel. 71 3027-5023
  • Campinas Tel. 19 3722-0004
  • Porto Alegre Tel. 51 3085-5707
Início do conteúdo

08/Mar - Um sorriso de liberdade e felicidade, e exemplos de persistência. Conheça Rafael de BH e as irmãs Ariane e Adrielle de Recife!

Conheça Rafael
O sorriso dele tem sinônimo de liberdade e felicidade. Rafael Svagera 22 anos, aprendiz PCD de Belo Horizonte, conta sua história. {youtube}Z2SoiM_NI2w{/youtube}

Conheça Conheça as irmãs Ariane e Adrielle 
Difícil que nada! Tem quer ir atrás e persistir. As irmãs Ariane e Adrielle Carvalho 16 e 17 anos, de Recife, contam suas histórias de transformação!

{youtube}m9mUGw1IeVc{/youtube}

Acompanhe pelo nosso canal no You tube Espro Oficial.

08/Mar - Dia da Mulher: uma inspiração para a jovem aprendiz

Celebrado dia 8 de março, o Dia Internacional da Mulher reforça a importância da força do sexo feminino no mercado de trabalho. O Espro estimula e orienta a jovem aprendiz para que desenvolva uma conduta mais planejada em relação à sua vida pessoal e profissional.  Os programas de Aprendizagem propiciam uma condição na qual a jovem aprendiz mantenha-se na escola e vivencie situações do mundo corporativo. 

Nessa data especial, o Espro parabeniza as  jovens aprendizes que são exemplos de força, coragem e possuem habilidades para propor mudanças e transformar o mundo, assim como diversas mulheres brasileiras que por acreditarem em um futuro melhor, revolucionam a educação do país.

Inspire-se com a história de três personalidades fortes femininas!

Jovem Aprendiz - Isadora FaberIsadora Faber , com apenas 13 anos de idade, reabriu as discussões sobre o ensino público brasileiro. A menina é aluna da Escola Municipal Maria Tomázia Coelho, em Florianópolis (SC) e desde julho denunciava problemas na instituição em sua página no Facebook. O Diário de Classe, como ficou conhecido nacionalmente, trazia críticas à infraestrutura precária e à defasagem do corpo docente. O abalo ao sistema de ensino da cidade foi grande. A menina ganhou apoio popular dos mais de 500 mil seguidores nas redes sociais, ministra palestras sobre cidadania e também participação social. A pequena Faber se tornou um símbolo de mudanças para futuras gerações brasileiras. 
Fonte: Movimento Mulher 360



Jovem Aprendiz - Vera da Costa Gissoni Vera da Costa Gissoni percorreu um grande caminho para se tornar uma das grandes referências no mundo acadêmico. Formada em contabilidade, seu primeiro emprego foi no Grupo Escolar Helena Pena, onde trabalhou por um ano. Já em 1962, se mudou para o Rio de Janeiro, onde aceitou o comando de uma escolinha de um senhor que havia morrido. A "escolinha" cresceu, virou primário, ginásio e hoje se consagra como Universidade Castelo Branco, com mais de 25 mil universitários formados. Vera Gissoni, atualmente chanceler da Universidade, também é representante no Brasil da Unesco e coordenadora do Programa das Escolas Associadas, constituído por cerca de 6,2 mil escolas em todo o mundo. 
Fonte: Movimento Mulher 360 



Jovem Aprendiz - Marilena ChauiMarilena de Souza Chaui é mestra, doutora e professora titular de Filosofia Política e História da Filosofia Moderna da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). Além de extensa produção acadêmica, Marilena também publicou livros paradidáticos de Filosofia, voltados sobretudo para o público jovem ou não especializado. Seu livro O que é Ideologia (Ed. Brasiliense, Coleção Primeiros Passos) tornou-se um best-seller e vendeu mais de cem mil exemplares, bastante acima da média de vendas dos livros no Brasil. 
Fonte: Filosofia USP

04/Mar - MEC nomeia novos secretários

Brasília - O Ministério da Educação (MEC) divulgou os nomes dos novos secretários de Educação Superior (Sesu) e de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) da pasta. O reitor da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Paulo Speller, assume a Sesu, no lugar de Amaro Lins. Macaé Evaristo, diretora de Políticas de Educação do Campo, Indígena e Relações Raciais do MEC, fica à frente da Secadi, em substituição a Cláudia Dutra.

Os dois secretários deixaram os cargos alegando motivos pessoais. Macaé e Speller tomam posse assim que tiverem os nomes publicados no Diário Oficial da União.

Macaé Evaristo é graduada em serviço social pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais e mestre em educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Professora efetiva da rede municipal de ensino de Belo Horizonte desde 1984, ela atuou também como professora e coordenadora do programa de implantação de escolas indígenas de Minas Gerais no período de 1997 a 2004.

Paulo Speller tem graduação e mestrado em psicologia pelas universidades Veracruzana e Nacional Autônoma de México, respectivamente. É doutor em ciência política pela Universidade de Essex, no Reino Unido. Ele exerce ainda o cargo de conselheiro da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco) e integra o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Cdes) da Presidência da República.

Fonte: Agência Brasil 

05/Mar - Educação em São Paulo: Propostas para a formação de professores e gestores

Instrutores de ensino do Espro são sempre incentivados a se aprimorar profissionalmente para oferecer uma educação de qualidade para jovens aprendizes. Importante, portanto, ficar atento as propostas de melhoria para a educação em São Paulo. 

Confira texto publicado no site Porvir. 

A quarta edição da Série de Diálogos O Futuro se Aprende reuniu o Prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, o Secretário Municipal de Educação, Cesar Callegari, e representantes de organizações da sociedade civil, empresas e mídia. Os participantes dialogaram sobre os desafios da educação no município de São Paulo, diante do início da nova gestão.  Acompanhe aqui os debates e propostas levantados durante o encontro.

O tema desta semana são as propostas para a formação de professores e gestores. Nas próximas edições, abordaremos outros assuntos, como a educação infantil e alfabetização, integração, equidade e avaliação.

O que disse o Prefeito:

“Um CEU (Centro de Educação Unificada) por subprefeitura abrigará a Universidade Aberta do Brasil, oferecendo cursos de especialização, mestrado e doutorado para os professores.”

“O Programa de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) beneficiará alunos de licenciatura, a fim de que eles atuem como uma espécie de correia de transmissão entre o chão da escola e a universidade.”

“O Pibid também será oferecido a licenciandos que quiserem atuar no Mais Educação, tendo como foco a lógica da cidade educadora.”

O que disse o Secretário:

“Nós já temos grande parte da rede dos CEUs com essa possibilidade em termos de estrutura física, estrutura de equipamentos, conectividade, internet em banda larga.  Já fizemos duas reuniões com a Capes, que é o órgão do MEC responsável pelo Universidade Aberta do Brasil.  Além das  atividades com o MEC, em termos de formação complementar, nós pretendemos desenvolver vários programas de formação continuada apoiando o trabalho dos professores em sala de aula junto a seus alunos.”

Propostas dos Participantes:

“Uma coisa importante, que eu acho que foi negligenciado nos últimos anos, é investir fortemente na formação, na qualidade dos professores.”

Oded Grajew
Rede Nossa São Paulo

“O foco é dar prioridade à formação dos professores. Não só a formação inicial, como também a formação continuada. A escola precisa definir aquilo que percebe como deficiência para que a formação seja focada nessas necessidades.”

Angela Dannemann
Fundação Victor Civita

“Investir em cursos profissionalizantes para os professores, dentro da própria escola, inclusive abrir a própria escola aos finais de semana para esses cursos.  E permitir que o professor, muitas vezes até dentro do seu horário de trabalho, possa fazer esses cursos.”

Fabíola Cidral
CBN

“Trabalhar formando líderes e gestores, desenvolvendo competências que são mais amplas e fogem das áreas do conhecimento das cognitivas e avancem para as socioafetivas. (…) O professor precisa desenvolver as competências da rotina da escola, que também devem ser incorporadas pelo gestor, pelo diretor escolar e pela própria secretaria como política educacional.”

Inês Kisil Miskalo
Instituto Ayrton Senna

“Como a formação inicial do docente não depende exclusivamente do município, é preciso uma articulação com universidades e escolas.”

Maria Rebeca Otero Gomes
UNESCO

“A formação continuada dos professores precisa tomar a prática como objeto. E permitir que o professor se descubra e se redescubra no desejo de realizar um trabalho altamente qualitativo e significativo para cada aluno.”

Vilma Guimarães
Fundação Roberto Marinho

“É preciso encarar uma agenda política complexa, de muitos conflitos, mas que, de verdade, libere o poder que está hoje centralizado em instâncias da secretaria e de suas diretorias regionais para quem faz acontecer a educação todo dia: os diretores e os professores nas escolas.”

Françoise Trapenard
Fundação Telefônica Vivo

“Eu acho que a formação, tanto inicial quanto a continuada. A gente teve a presença de um diretor de escola que enfatizou a formação in loco, dentro da própria escola. Claro que tem que haver momentos em que o professor, diretor e coordenador, saem da escola para aprender outras habilidades e conteúdos, mas é na escola que os problemas dele estão aparecendo. Então é bom que tudo aquilo que ele aprende de fora seja aplicado no dia-a-dia da escola onde ele trabalha.”

Priscila Cruz
Todos Pela Educação

“Propomos uma formação que diferencie ensino de pesquisa. Quem cuida da educação básica não pode ser valorizado por produção científica. A ideia é trazer os professores que querem ensinar na escola para um núcleo interdisciplinar. Eles vão fazer uma ponte, passando parte do tempo na escola e parte na academia. Precisamos de professores oxigenadores, que circulem dentro e fora do Brasil, e vão pensar na questão da inovação. Também é importante valorizarmos a carreira do magistério, para que se torne atrativa para a nossa juventude.”

Mozart Ramos Neves
Todos Pela Educação

“Dedicar-se à formação em gestão, com a capacidade de ter impactos efetivos sobre a performance dos alunos na escola. Uma gestão orientadora para resultados. Para isso, é vital mobilizar a unidade educativa como um todo, os diretores e coordenadores pedagógicos.”

Ricardo Henriques
Instituto Unibanco

01/Mar - Google vai traçar as melhores rotas para cadeirantes em SP

Idealizado pelo diretor de criação da AgênciaClick Isobar, Eduardo Battiston, o projeto Accessibility View foi o vencedor do Creative Sandbox. O evento do Google reuniu tecnologias inovadoras e promoveu um concurso entre ideias que utilizavam a criatividade e a tecnologia para melhorar a vida das pessoas nas cidades.

Accessibility View

A ideia é que o aplicativo permita traçar as melhores rotas de acordo com as condições das calçadas e condições de acessibilidade. O objetivo é mapear São Paulo e evidenciar os pontos mais críticos, os mais adequados e tudo o que possa facilitar a vida do portador de deficiência física.

Para colocar sua ideia em prática Battiston pretende unir forças com a Associação de Assistência à Criança Deficiente AACD. Para isso equiparia membros da Associação com câmeras fotográficas e mandaria o grupo para a rua, com o objetivo de reunir fotos panorâmicas como as do Street View.

Fim do conteúdo (Clique neste link para voltar ao início do conteúdo) Voltar ao topo da página (Menu principal)