Espro - Ensino Social Profissionalizante

Educa, Transforma, Inclui.

São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174

  • São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174
  • Rio de Janeiro Tel. 21 3513-6400
  • Belo Horizonte Tel. 31 3506-1900
  • Brasília Tel. 61 3226-1512
  • Curitiba Tel. 41 2107-0500
  • Recife Tel. 81 3424-8166
  • Salvador Tel. 71 3027-5023
  • Campinas Tel. 19 3722-0004
  • Porto Alegre Tel. 51 3085-5707
Início do conteúdo

20/Ago - Espro Campinas visita Fundação Casa

No dia 27 de julho, o Espro Campinas esteve presente na Fundação Casa para ouvir os internos e apresentar os programas do Espro. A instituição atende 82 jovens e está situada no bairro São Vicente.

A equipe do Espro foi recebida pela coordenadora pedagógica Marcela Albuquerque e pelo diretor da unidade Flávio Guerra. Ambos comentaram a importância deste contato do jovem interno com as possibilidades do outro lado do portão da CASA.

Maria Cristina L.Oliveira, pedagoga da Fundação,organizou uma roda de conversa com 15 jovens internos. Os instrutores Gleyce Ferreira e Thiago Pucci compartilharam histórias de jovens do Espro que superaram as adversidades encontradas e hoje estão no mercado de trabalho, como a de um ex-interno, que aprendeu a ler aos 14 anos de idade e tornou- se mestre em Educação por uma conceituada universidade estadual.

A supervisora do Espro Campinas, Beatriz Corbo, apresentou os programas Formação para o Mundo do Trabalho e Jovem Aprendiz, explicando a importância do aprendizado  e aconselhando os jovens a aproveitarem ao máximo este tempo dentro da instituição. "Atentem-se para adquirir conhecimento e se desenvolver, transformando o ócio em aprendizado", ressaltou.Os adolescentes demonstraram interesse e fizeram perguntas sobre as cidades que atendemos, porque muitos deles são de cidades vizinhas como: Indaiatuba, Cosmópolis, Monte Mor, Sumaré, entre outras. Alguns enfatizaram a vontade de começar uma vida nova e demonstraram as expectativas com relação a esta nova jornada.

A assistente social do Espro, Joyce Atamanczuk também falou aos jovens abordando o sonho como algo para ser pensado e desejado, instigando que todos os participantes compartilhassem seus sonhos e refletissem sobre a importância do acreditar.

A finalização do encontro foi feita pela instrutora Marcela Santos, por meio da história  "Homem sem sorte", que fala sobre oportunidades e como é imprescindível estarmos atentos à elas.

Fim do conteúdo (Clique neste link para voltar ao início do conteúdo) Voltar ao topo da página (Menu principal)