Espro - Ensino Social Profissionalizante

Educa, Transforma, Inclui.

São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174

  • São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174
  • Rio de Janeiro Tel. 21 3513-6400
  • Belo Horizonte Tel. 31 3506-1900
  • Brasília Tel. 61 3226-1512
  • Curitiba Tel. 41 2107-0500
  • Recife Tel. 81 3424-8166
  • Salvador Tel. 71 3027-5023
  • Campinas Tel. 19 3722-0004
  • Porto Alegre Tel. 51 3085-5707
Início do conteúdo

16/Jul - Estão abertas inscrições para o curso de Formação em Vitória|ES

O Espro está com 30 inscrições abertas para o programa Formação para o Mundo do Trabalho, voltado para jovens de 15 a 17 anos de Vitória e região.

O programa oferece curso com foco comportamental e tem o objetivo de despertar o espírito empreendedor e posturas compatíveis às exigências do mundo do trabalho. Nele, o jovem aprende técnicas administrativas, conhecimentos de rotinas organizacionais, marketing pessoal, além de temas como cidadania, ética, comunicação e lógica.

"Os jovens passam por um desenvolvimento muito intenso durante o curso. Eles chegam tímidos, falando muitas gírias, sem planejamento para o futuro. Conforme o programa vai acontecendo, eles vão descobrindo que são capazes de alcançar os seus sonhos e que toda oportunidade deve ser transformada em aprendizado. É gratificante para o Espro ver a evolução destes jovens", afirma Margareth Pinto, gerente do Espro.

É uma excelente oportunidade para que os jovens possam aperfeiçoar-se e concorrer mais adequadamente às vagas que o mercado oferece. E o melhor: tudo gratuitamente, incluindo material didático e uniforme!

Serviço:

Formação para o Mundo do Trabalho

30 vagas
Local de Curso: Rua Professor Almeida Cousin, 125, 8°andar, Edifício Trade Center – Enseada do Suá
Horário do curso: 13h30 às 17h30, de segunda a sexta-feira
Início: 4 de agosto
Mais informações: (27) 3029-4003
Os interessados devem se cadastrar AQUI.

13/Jul - O que o seu amigo significa pra você? Compartilhe!

No dia 20 de julho é o Dia do Amigo, para comemorar esta relação mais que especial, o Espro – Ensino Social Profissionalizante lança a partir de hoje, dia 13 de julho, a campanha #Meuamigoeh. O objetivo é demonstrar os valores da amizade.

Para isso, poste uma foto com um amigo em suas redes sociais, até o dia 17 de Julho, e complete a frase na legenda: #Meuamigoeh... Adicione também #esprooficial.

Siga o regulamento e participe!

- Podem participar os jovens do Programa Jovem Aprendiz e Formação para o Mundo do Trabalho do Espro;
- A campanha acontece de 13 a 20 de julho nas redes sociais do Espro;
- Os participantes deverão postar uma foto com seu amigo, até o dia 17 de Julho, e completar a frase com a legenda: #Meuamigoeh...;
- A postagem deve ter também a hashtag #esprooficial;
- As frases não devem conter palavras de baixo calão;
- Não serão aceitas fotos com trajes de banho;
- As fotos devem ser tiradas de máquinas fotográficas ou celulares, com boa resolução, enquadramento, foco e iluminação;
- Não serão aceitas as fotos que apareçam a marca ou nome da empresa onde realiza a Atividade Prática.

25/Jun - Conheça os novos projetos educacionais e culturais do Espro

Sempre em busca de promover novos conhecimento e crescimento aos jovens, o Espro vem oferecendo diversos cursos, palestras e oficinas, graças ao apoio de alguns parceiros. 

Durante todo o ano de 2015, jovens de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Curitiba participarão de diversos projetos educacionais e culturais, totalmente gratuitos. São eles: 

Mentoring – visa à troca de experiências e orientações entre um profissional experiente e o jovem que está iniciando a sua trajetória profissional. Além da integração, serão abordados temas como: ética pelo exemplo, habilidades pessoais, competências para o mercado, análise de carreira, competência mobilizadoras e feedback.

Curso de inglês – o curso proporcionará o domínio do nível básico do idioma. E será realizado em parceria com a Excellent Global. 

Cidadania Digital – tem o objetivo de ensinar dicas de utilização do Pacote Office para criação de planilhas de planejamento orçamentário e elaboração de currículo, estratégias de pesquisas na internet de temas do interesse do público e apresentação de relação de sites de diferentes segmentos como cursos gratuitos, receitas, livros digitais públicos, entre outros. Esse projeto é estendido para os familiares dos jovens da Formação para o Mundo do Trabalho.

Educação Financeira – auxilia e dá dicas aos jovens de como organizar as finanças e planejar o futuro, já que estão prestes a ingressar no mercado de trabalho. 

EducAÇÃO – levar conhecimento para jovens envolvendo 4 temas: Graduação, Vestibular, Mercado de Trabalho e Atualidades.

Oficinas de Arte e Cultura – desenvolveráhabilidades em dança, teatro, violão e canto. No decorrer das oficinas, os jovens receberão a visita de profissionais que lhe darão noções básicas de iluminação, figurino, cenário e diversos outros detalhes importantes para a produção de um espetáculo.

Ações assim ajudam a diminuir criminalidade e os índices de violência, cenário muitas vezes presente na vida do jovem. A grande vantagem destes projetos é ser tão acessível ao jovem e proporcionar um novo leque de oportunidades” - Mateus Amaral, 23 anos, integrante da oficina de dança em São Paulo.

Todos nós temos sonhos e objetivos de vida. Com a palestra pudemos entender que eles podem ser alcançados, basta ter determinação e motivação” - Josué Pedrosa, 15 anos, participante do projeto EducAÇÃO.

Segundo Danielle Cristina, coordenadora da Formação Para o Mundo do Trabalho, a participação dos jovens nestes projetos mais segurança aos jovens, além de melhorar a comunicação e desenvoltura. “Os cursos instrumentais, as oficinas de artes e o workshops de Educação Financeira têm agregado o nosso currículo do curso de Formação para o Mundo do Trabalho e cumprido com a diferença na formação de nossos jovens! Estamos felizes com a oportunidade que hoje podemos oferecer ao nosso público!”.

Essas iniciativas são um diferencial no currículo dos jovens e uma característica essencial para ingressar ou conquistar melhores vagas no mercado de trabalho.

Além destes novos projetos, o Espro desenvolve anualmente o De Olho no Futuro, evento no qual os Jovens Aprendizes do Espro de todo o Brasil, têm a oportunidade de trocar experiências com profissionais de diversas áreas e formações, por meio de um ciclo de palestras e rodadas de discussões. Realiza também o RYLA – Prêmio de Liderança Juvenil promovido pelo Rotary Club –  em que os jovens de diversas regiões do Brasil, são estimulados a desenvolver projetos que impactam em uma comunidade ou a sociedade como um todo. São avaliados por uma banca julgadora e os melhores ganham a participação em um workshop sobre liderança, com palestras sobre temas como saúde, empreendedorismo, meio ambiente e redes sociais.

26/Jun - Jovens do Espro participam do projeto EducAÇÃO

Os jovens do curso Formação para o Mundo do Trabalho do Espro São Paulo e Curitiba participaram do projeto EducAÇÃO,  que recebe o apoio do HSBC Brasil e de voluntários do banco.

O intuito foi levar conhecimento para 60 jovens sobre os temas: Graduação, Vestibular, Mercado de Trabalho e Atualidades. Barbara Isabella Moura, jovem de 17 anos de Curitiba, comentou sobre a sua experiência: “Gostei muito da abordagem sobre o vestibular e atualidades, me fizeram pensar sobre o futuro”.

“Todos nós temos sonhos e objetivos que podem ser alcançados, basta ter determinação e motivação”, relatou o estudante Josué Pedrosa, 15 anos, de São Paulo.

Dezenove voluntários participaram da ação que, além de desenvolver habilidades, como liderança e trabalho em equipe, também tiveram a oportunidade de trabalhar em todas as etapas da gestão.

 
 

18/Jun - Ministro diz que dar trabalho a jovens é melhor que reduzir maioridade penal

O ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos, disse hoje (17) que a ampliação do acesso de jovens ao mercado de trabalho é melhor do que a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos, que está sendo discutida no Congresso Nacional.

“Acredito que, muito melhor que a redução da maioridade, é trabalharmos na prevenção, permitindo dar oportunidade ao nosso jovem adolescente para sair do mundo crime e entrar no mundo do trabalho. A escola do trabalho, ao lado da escola [convencional], sempre foi uma grande escola. Todo mundo que começou aos 14 anos deu exatamente o passo inicial de carreiras de sucesso”, disse o ministro, durante a cerimônia para comemorar a marca de 5 milhões de microempreendedores individuais (MEIs), alcançada em junho.

Afif defendeu um “grande mutirão” para que as micro e pequenas empresas contratem adolescentes por meio da Lei do Aprendiz.

Criado há cinco anos, o MEI é uma iniciativa de formalização e inclusão econômica e social para pequenos empreendedores, com regras simplificadas e redução de carga tributária. Para ter direito às regras diferenciadas, o empreendedor tem que ter faturamento de até R$ 60 mil por ano.

Afif atribuiu o aumento da formalização nos últimos anos principalmente à redução de 11% para 5% dos encargos previdenciários para os inscritos no programa. “A proposta é simplificar, desburocratizar. Quando todos pagam menos, o governo arrecada mais. Esse deve ser o conceito: aumentar a base de tributação e não aumentar o tributo”.

Dados da secretaria indicam que 52% dos empreendedores formalizados no programa são homens e 48%, mulheres. A maioria está no setor de serviços (42,1%), seguida do comércio (36,6%) e da indústria (11,6% dos inscritos no programa).

Mais da metade dos microempreendedores individuais estão na Região Sudeste, que concentra 50,6% do total. O Norte tem apenas 5,7% dos inscritos. Cerca de 20% são da Região Nordeste; 14,8%, do Sul e 9%, do Centro-Oeste.

Mais de 500 atividades podem ser incluídas no MEI, entre as quais comércio varejista de acessórios e vestuário, cabeleireiros e trabalho na construção civil, que lideram o ranking de inscritos.

Segundo Afif, cerca de 500 mil beneficiários do Bolsa Família deixaram o programa e se inscreveram no MEI.

O presidente do Sebrae, Luiz Barretto, disse que os principais desafios do programa são a capacitação e a inclusão produtiva dos microempreendedores e que a instituição já tem programas voltados especialmente para esse público. 

"Quem não tem acesso à capacitação fica fora do mercado. O Sebrae defende que inovação é transversal, não importa se é grande empresa ou MEI. O MEI também precisa se desenvolver."


Fonte: Brasil Post e Agência Brasil 

Fim do conteúdo (Clique neste link para voltar ao início do conteúdo) Voltar ao topo da página (Menu principal)