Espro - Ensino Social Profissionalizante

Educa, Transforma, Inclui.

São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174

  • São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174
  • Rio de Janeiro Tel. 21 3513-6400
  • Belo Horizonte Tel. 31 3506-1900
  • Brasília Tel. 61 3226-1512
  • Curitiba Tel. 41 2107-0500
  • Recife Tel. 81 3424-8166
  • Salvador Tel. 71 3027-5023
  • Campinas Tel. 19 3722-0004
  • Porto Alegre Tel. 51 3085-5707
Início do conteúdo

Como o Programa Jovem Aprendiz pode beneficiar a sua empresa?

06.02.2018

A contratação do Jovem Aprendiz do Espro – Ensino Social Profissionalizante – não é somente o cumprimento de cota como obriga a Lei da Aprendizagem (Lei 10.097/2000, regulamentada pelo decreto n.º 5.598/05), mas pode ser uma ferramenta estratégica importante para as empresas.

Segundo a legislação, organizações de qualquer natureza devem empregar e matricular um número de Aprendizes equivalente a 5%, no mínimo, e 15%, no máximo, do total de trabalhadores registrados em cada estabelecimento, cujas funções demandem formação profissional.

No entanto, para as empresas, os benefícios para a contratação de Jovens Aprendizes vão desde o cumprimento da lei, em caso de parceria com o Espro ganha também em imagem pelo apoio a um Programa Social, até a formação de novos talentos e investimento em uma geração que pode dar retorno significativo à empresa ao longo do tempo.

Ao aderirem à Aprendizagem, as organizações conseguem combater a falta de qualificação profissional, que é um dos principais problemas de produtividade que as empresas enfrentam atualmente no Brasil. Ao longo do programa, as companhias ganham uma mão de obra qualificada e, consequentemente, mais competitividade no mercado.

Além disso, após formar um novo talento, a empresa ainda pode absorvê-lo ao final do contrato. É um investimento que pode contribuir para reposição do turnover (rotatividade) natural das organizações.

“O Brasil vem tendo um aumento na Aprendizagem desde a sua criação, mas os números poderiam ser melhores. O potencial de contratações é quase três vezes maior do que o que se é contratado, mas ainda é um desafio convencer os empregadores de que pode ser vantajoso para as empresas”, explica o diretor de Políticas de Empregabilidade do Ministério do Trabalho, Higino Brito Vieira.

De quebra, as empresas que mantém parceria com o Espro, garantem um retorno positivo em clima, sustentabilidade e marketing, pois podem ser reconhecidas por promover transformação social de jovens, famílias e comunidades. São cerca de 85 mil atendimentos sociais realizados por ano pelo Espro.

E ainda, pode-se observar que, dentro das organizações, o programa Jovem Aprendiz passa a ser percebido pelos colaboradores como uma preocupação da empresa com o desenvolvimento e inserção de novos talentos no mundo do trabalho, além de se refletir na sustentabilidade da corporação no que se refere à formação profissional de seu quadro.

A atuação do Espro também é fundamental em relação ao amparo legal e à redução de riscos, pois a não contratação de Aprendizes pode trazer impactos financeiros à empresa, uma vez que ela é autuada pelo não cumprimento da lei. Os valores de autuações podem variar, mas têm como base de cálculo o salário mínimo por jovem e são aplicados pelos fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego.

“Empresas que dão oportunidade a esses jovens notam o valor de se contribuir na formação de novos talentos e de garantir segurança jurídica ao adotar o Programa Jovem Aprendiz”, finaliza Paulo Vieira, gerente de Marketing e Relacionamento do Espro.

Conheça mais algumas vantagens em tornar-se um parceiro Espro:

- Programa de Aprendizagem já atestado por mais de 2.000 empresas em mais de mil municípios por todo o Brasil;

- Suporte aos tutores dos jovens e coordenadores do Programa de Aprendizagem em sua empresa que visa o desenvolvimento integral do Aprendiz;

- Cursos nas mais diversas áreas de atuação de maneira a complementar, de forma pertinente, a Aprendizagem prática;

- Sistema didático exclusivo;

- Instrutores totalmente capacitados;

- Sistema de Avaliação online;

- Acompanhamento psicopedagógico do jovem;

- Central de Relacionamento para o Aprendiz com canais de atendimento personalizados, por telefone, e-mail ou presencial;

- Equipe de consultores especializados, da área de Relações Corporativas, que atendem, orientam e assessoram as empresas.

Fim do conteúdo (Clique neste link para voltar ao início do conteúdo) Voltar ao topo da página (Menu principal)