Espro - Ensino Social Profissionalizante

Educa, Transforma, Inclui.

São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174

  • São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174
  • Rio de Janeiro Tel. 21 3513-6400
  • Belo Horizonte Tel. 31 3506-1900
  • Brasília Tel. 61 3226-1512
  • Curitiba Tel. 41 2107-0500
  • Recife Tel. 81 3424-8166
  • Salvador Tel. 71 3027-5023
  • Campinas Tel. 19 3722-0004
  • Porto Alegre Tel. 51 3085-5707
Início do conteúdo

29/Mai - Jovens têm até o dia 5 de junho para fazer a inscrição do ENEM

Nesta edição, o Cartão de Confirmação será enviado somente por e-mail 

 

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Inep, já divulgou as datas para inscrição e realização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM 2015. As inscrições são realizadas somente pela internet, no Portal do Inep, a partir do dia 25 de maio (às 10 horas) até 5 de junho (ás 23:59 horas). O valor da inscrição sofreu reajuste e custará R$ 63. Porém, alunos da rede pública de ensino estão isentos de pagamento. 

A novidade desta edição é que o Cartão de Confirmação de Inscrição não será enviado pelos Correios, mas sim via eletrônica, no endereço de e-mail do próprio candidato. O mesmo também poderá ser acessado na página de acompanhamento de inscrição. 

Datas e horários das provas:

Ao todo serão aplicadas 180 questões de múltipla escolha divididas nas quatro áreas de conhecimento citadas acima. 

A abertura dos portões ocorrerá ao meio-dia e o fechamento às 13h (horário de Brasília)

Jovem Aprendiz, a acompanhe  as novidades, assim como dicas de estudos, na página oficial do ENEM, no Facebook https://www.facebook.com/Enem2015net 

29/Mai - Empresa lança aplicativo para geração Y administrar despesas pessoais

Ao ingressarem no mercado de trabalho, muitos jovens já começam a pensar o que comprar com o primeiro salário. Geralmente os desejos envolvem itens como roupas, aparelhos eletrônicos, entre outros sonhos de consumo. Também pensam em contribuir nas despesas de casa ou ainda em investir nos estudos. Porém, a forma como irão administrar o dinheiro que receberem ainda é um problema. 

Pesquisa realizada ano passado pelo Serasa Experian apontou taxa de inadimplência de jovens com idades entre 18 e 25 anos (cerca de 28%). Já na faixa etária 26 e 30 anos (29,9%) o nível é crítico. A Geração Y está endividada em juros de cartões de crédito ou atrasos em pagamentos de prestações de produtos adquiridos para manterem um padrão de vida que não faz parte da realidade de muitos, ou seja, os gastos já estão acima da renda mensal. 

Foi em meio a este panorama, que chegou no Brasil o app Wally+, totalmente voltado para a Geração Y e que utiliza inteligência artificial e geolocalização para se adaptar ao comportamento de quem o utiliza. Segundo os desenvolvedores, o Wally+ foi criado para auxiliar os jovens a manterem um equilíbrio entre trabalho, família e diversão, dando uma visão das finanças pessoais de forma a proporcionar maior controle nos ganhos e despesas para que o jovem possa fazer planos a longo prazo, como comprar um carro, investir em uma pós-graduação, intercâmbio ou ainda adquirir o primeiro apartamento. 

O app Wally+ foi criado por profissionais da Geração Y, a partir do já existente Wally, utilizado mundialmente para administração de finanças, desde 2013. As adaptações foram realizadas atendendo as principais dificuldades enfrentadas por esta faixa etária. Desenvolvido em 18 idiomas, o aplicativo está disponível para iOS e Android com diversas funcionalidades. Pode ser um grande aliado do Jovem Aprendiz para administrar suas finanças a partir do seu início no mundo do trabalho.

 

29/Mai - Projetos complementares movimentam o Espro São Paulo

A cada ano, o Espro realiza edições dos projetos educacionais De Olho do Futuro, Rumo e Ryla envolvendo jovens da Formação para o Mundo do Trabalho e do Programa de Jovem Aprendiz. O segundo semestre será intenso para todas as turmas, inclusive nas filiais, as atividades já começaram. Confira o que o Espro está preparando para os próximos meses: 

Projeto Rumo

Ocorreu no dia 9 de maio, no colégio Rio Branco, em São Paulo (capital), a 17ª edição do Projeto Rumo. Durante um dia de evento, mais de 300 jovens participaram de palestras e debates sobre temáticas de profissões e carreiras ministradas por profissionais convidados. Nesta edição, os alunos receberam a visita do diretor de Assuntos Internacionais do Rotary Club São Paulo, André Luiz Villas Boas e Silva que também atua na comissão que organiza o Rumo. 

Entre as mais de 30 profissões que foram abordadas durante o evento, cada jovem pôde escolher três áreas que mais tem afinidade para participar das palestras, entre elas: Economia, Medicina, Moda, Hotelaria, Turismo, Design Editorial, Odontologia, Relações Internacionais, Tecnologia, entre outras. 

As atividades do Rumo ocorrem durante um dia que é dividido em duas etapas, sendo uma pela manhã com abertura realizada por profissionais que expõem o panorama atual do mercado para determinadas profissões, assim o jovem recebe informações e ainda pode tirar dúvidas, caso ainda não tenha decidido qual carreira seguir.  O período da tarde é dedicado a workshops diversos. 

Muitos jovens que participaram de edições do Projeto Rumo afirmaram que a proposta do evento tem muito forte a referência do nome, pois cumpre o objetivo de direcionar o jovem para que ele ‘tome o rumo certo’ na carreira. 

De Olho no Futuro

Em junho, todas as filiais irão realizar uma semana de atividades em que o protagonismo dos jovens será o principal destaque. Durante uma semana, de 22 a 26, serão realizadas rodadas de conversas com profissionais que atuam em áreas diversas. O evento é realizado com atuação dos próprios jovens, que indicam e convidam pessoalmente todos os palestrantes, geralmente gestores das empresas onde eles atuam como Jovens Aprendizes. “Vamos realizar o evento como fazemos anualmente, porém o diferencial desta edição é que o jovem fará o registro do gestor que ele convidar, diretamente no Canal do Aprendiz, em nosso Portal para que possamos acompanhar todo o processo. Quando ele incluir nesta área, isso já nos indicará o interesse de participação do gestor. A partir daí, nós vamos mapear o perfil do convidado e encaminhar uma carta resposta para ajustar detalhes da participação dele no De Olho no Futuro”, explica Danielle Cristina Santos, Coordenação da Formação para o Mundo do Trabalho. 

Segundo Danielle, a proposta do Projeto não é somente levar alguém para falar de uma profissão, mas sim contar um pouco sobre experiências e que elas possam estimular os jovens a encontrarem suas carreiras. “Esperamos que os gestores tragam histórias de vida para nossos jovens, incluindo as dificuldades enfrentadas para que eles se espelhem nisso e cresçam. A proposta é a de que os profissionais agreguem novos conhecimentos e os jovens possam absorver o máximo para conseguir criar um plano de vida de carreira”, reforça a coordenadora. 

A próxima edição do De Olho no Futuro que ocorre em junho, também vem com novidade. A partir deste ano, os colaboradores também poderão registrar, via intranet, a sua indicação de profissional que queira participar do evento contando as principais vivências na área de atuação.  

Ryla

A equipe de técnicos do Espro já iniciou os trabalhos para realização da 12ª edição do Rotary Youth Leadership Awards - RYLA, Prêmio promovido pelo Rotary Club. Jovens de todas as partes do Brasil participam deste verdadeiro exercício de cidadania e responsabilidade social. Eles são estimulados a desenvolver, em grupos, projetos sociais que causem impactos em uma comunidade, instituição ou sociedade, a partir de tema determinado pela organização do Prêmio. Como estão em fase de planejamento do projeto, ainda são poucas as informações sobre o RYLA 2015, porém, a coordenação adiantou que, para 2015, há o desejo em adotar mentores voluntários para o direcionamento dos jovens durante elaboração e execução dos projetos. 

A cada ano, Jovens Aprendizes de diversos estados participam do projeto e, os grupos que recebem melhor avaliação de uma banca julgadora conquistam, automaticamente, participação em workshops com temas relacionados a liderança, empreendedorismo, atuação social, entre outros. 

Além dos projetos e programas pontuais citados acima, a coordenação está preparando, aliada ao Departamento de Desenvolvimento Social - DDS, atividades direcionadas também aos familiares dos jovens como o Cidadania Digital, que tem como objetivo instruir os participantes a formatar currículo, planilhas de custos para planejamento financeiro, entre outras ferramentas necessárias no dia a dia. Um instrutor de informática ministrou as aulas nos dias 20 e 27 de maio, na Matriz, em São Paulo, em dois períodos, pela manhã e à tarde. Também está programada uma Palestra sobre Planejamento Financeiro, que ocorrerá em São Paulo.

29/Mai - Espro inicia temporada das Oficinas de Arte e Cultura

Aulas de canto, dança, teatro e violão serão ministradas para jovens das filiais de Curitiba, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e de São Paulo 

No dia 9 de maio foi dada a largada para as atividades das Oficinas de Arte e Cultura do Espro! No primeiro sábado de realização das oficinas, em São Paulo, os Jovens Aprendizes conheceram todos os monitores que irão ministrar as aulas em cada especialidade: canto, dança, teatro e violão. Ainda tiveram a oportunidade em saber um pouco sobre o trabalho de cada profissional e também qual a proposta do projeto. 

Sob a direção artística de Marcelo Klabin - ator, diretor e arte educador - um time de profissionais renomados e reconhecidos no meio artístico cuidará da preparação dos grupos de jovens, que foram formados de acordo com afinidades. São eles:  a dupla Izabel Borges e Teco Galati (Canto), Helena Camargo (Dança), Debora Vivan (Teatro) e Claudio Weizmann e Lucas Vieira (Violão). “Este ano, nós vamos trabalhar oficinas de violão, canto, teatro e dança. Cada unidade do Espro tem uma gama de Oficinas diferente. Começamos a preparação em grupos separados e depois unimos cada bloco para a criação de um espetáculo, que tem estreia prevista para o final de novembro. Vamos trabalhar um musical com temática sobre Meio Ambiente e também com resgate das brincadeiras infantis”, adianta Klabin. 

As Oficinas de Arte e Cultura chegarão, a partir do segundo semestre, para os jovens das filiais de Belo Horizonte, Curitiba e Rio de Janeiro, em proporções menores, de acordo com o número de participantes. Dia 13 de junho é a data prevista para o início das aulas de Dança e Teatro em Curitiba. Já em Belo Horizonte e Rio de Janeiro, as aulas serão de Dança e terão início em 25 de agosto. 

Durante a prática das atividades será reforçado todo o aprendizado que os jovens recebem em sala de aula sobre questões como o trabalho em grupo, relacionamento com os colegas, desenvolvimento de projetos, entre outros. 

“Além da experiência e contato direto com a arte, os jovens têm a experiência de trabalhar em grupo, na realização de um projeto, neste caso, a apresentação final. Eles terão a visão clara de que cada um faz o seu, mas o resultado, neste caso a apresentação, montagem e apresentação do espetáculo é resultado do todo. Eu digo para eles que funciona como em um barco, onde cada um tem uma função para o funcionamento e deslocamento. Logo, se ninguém fizer nada, o barco afunda. O trabalho em grupo é a grande lição das Oficinas de Arte e Cultura”, reforça o diretor que também esteve à frente das edições anteriores das Oficinas e também, quando preparou com equipe e jovens, o espetáculo Aventuras do Universo Literário, em 2012. 

Segundo ele, não haverá diferença alguma com relação a edição anterior. “A única coisa que eu sempre respeito é a linha pedagógica que devemos trabalhar, de acordo com o perfil dos grupos que se inscrevem para as oficinas. No primeiro momento, que chamamos de cativar e sensibilizar é quando entendemos o grupo, as necessidades e de que forma iremos trabalhar com eles. O dramaturgo nos acompanha e acaba inserindo algumas ideias dos jovens que surgem no decorrer dos ensaios. Isso é o que muda a cada edição. Te digo que, no primeiro contato já senti muita empolgação, o que é importante para o envolvimento de todos na concepção do projeto”, conclui Klabin. 

Para a retomada e realização das Oficinas de Arte e Cultura, o Espro conta com o apoio de uma grande instituição bancária e toda a produção das apresentações será trabalhada em parceria com a Humanize Produções, que além de disponibilizar uma equipe de produção e um assistente de direção exclusivo para o acompanhamento dos ensaios e preparação em geral, dos jovens, também já está cuidado de detalhes como figurino, cenário e todos os itens da parte técnica e artística do espetáculo para que seja um sucesso!

29/Mai - Nova gerente do Espro São Paulo aposta em modelo de gestão com muita inovação

Em São Paulo, capital, onde toda a história do Espro teve início, em 1979, as atividades estão a todo vapor. A Matriz inicia o ano com nova gerente: Maria Carmen Tavares Christóvão, que já chegou com a palavra inovação! Segundo ela, muitas novidades na Educação Profissional estão por vir para que a qualidade no atendimento seja aprimorada. Entre elas, o lançamento do novo material didático e plano de ensino elaborados com temas de mais significância, tanto para o aluno quanto para os instrutores. O novo material foi atualizado para atender uma demanda recebida diretamente dos jovens, por meio de pesquisa de satisfação realizada anualmente e irá atender também uma demanda de qualidade e aprimoramento do processo educacional e pedagógico. “Temos no Espro, um modelo de negócios que é a prestação de serviços na área de Educação. Logo, nós pretendemos elaborar um novo plano de aprendizagem, assim como o modelo de negócios na área de prestação de serviços educacionais. Estamos reformatando todo o projeto educacional para torná-lo mais contemporâneo e atrativo. Para isso, nós vamos atuar com muita inovação, em todas as frentes. A nova Matriz nasce em razão das novas diretrizes”, conta a nova gerente. 

Outro ponto que Maria Carmen destaca como importante para ser atualizado está relacionado ao perfil dos instrutores. Segundo ela, há a necessidade em que falem a linguagem do mercado em sala de aula, ou seja, não somente fazer uma exposição conceitual com conhecimento teórico, mas sim prático dos temas. “Estamos revendo todos os perfis para que possamos ter, daqui para frente, algo mais alinhado aos temas trabalhados no novo material didático. Não vamos demitir os instrutores atuais. A proposta é enriquecer cada vez mais o conteúdo em sala de aula. Nós vamos alinhar e adequar os perfis para atendermos a demanda mercadológica, também na entrega dos jovens para nossos parceiros”, explica Carmen. Ela ainda reforça que, o objetivo principal com as atualizações é colocar o Espro em posição cada vez mais competitiva.

“Precisamos retomar e reforçar o pioneirismo da instituição em Educação Profissionalizante. Temos que resgatar a posição de vantagem em ter sido a primeira instituição a apresentar o modelo de capacitação e inserção de jovens no mercado. O Espro tem marca forte e capilaridade que o favorece em reverter uma situação para voltar a ser referência na área”, conclui. 

Além da capital e Grande São Paulo, o Espro está presente em todo o Brasil com filiais localizadas nas cidades de Belo Horizonte, Brasília, Campinas (interior de São Paulo), Curitiba, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e também com Polos Regionais.

 
Fim do conteúdo (Clique neste link para voltar ao início do conteúdo) Voltar ao topo da página (Menu principal)