Espro - Ensino Social Profissionalizante

Educa, Transforma, Inclui.

São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174

  • São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174
  • Rio de Janeiro Tel. 21 3513-6400
  • Belo Horizonte Tel. 31 3506-1900
  • Brasília Tel. 61 3226-1512
  • Curitiba Tel. 41 2107-0500
  • Recife Tel. 81 3424-8166
  • Salvador Tel. 71 3027-5023
  • Campinas Tel. 19 3722-0004
  • Porto Alegre Tel. 51 3085-5707
Início do conteúdo

20/Jan - Networking: o que é, quando começar e como manter?

Início de ano, época em que muitos já estão ingressando no mercado de trabalho e na universidade. Oficialmente foi dada a largada para a vida profissional! Este é também o momento para iniciar uma rede de contatos e construir relacionamentos com pessoas que tenham afinidades profissionais ou segmentos de interesses específicos, o que é denominado no mundo corporativo de networking. 

Formar a base de contatos é muito importante, porém há alguns cuidados que devem ser tomados, pois da mesma forma que o networking pode contribuir para o crescimento e desenvolvimento da carreira pode também levar para o fracasso ou marcar negativamente o profissional no mercado. Assim como toda relação há a necessidade de troca. 

Especialistas atentam, diariamente para os erros mais comuns que ocorrem com as pessoas que deixam de fazer a ‘manutenção’ em sua rede de relacionamentos. O consultor Ozinil Martins de Souza, da SBA Associados, alerta que o momento para iniciar a rede é exatamente quando se ingressa no ensino superior. “Geralmente é quando a pessoa começa a faculdade que surgem as preocupações com o trabalho e a profissão. Com isso é imprescindível se mostrar para o mercado”, reforça. O especialista também alerta para que os contatos não sejam iniciados somente quando há interesse de uma só parte em ser beneficiado. Segundo ele, tal atitude pode até destruir uma carreira em ascensão: “Se o interessado deixar para construir esses relacionamentos apenas quando houver algum problema, provavelmente ele vai ficar na mão e ainda será mal visto pelos colegas, pois essa é uma relação de trocas”, reforça. 

Dicas

Timidez não pode ser empecilho para quem quer vencer na carreira. O especialista destaca a importância em ser participativo e frequentar eventos, palestras, entre outros ambientes favoráveis. Deve se expor, porém de forma coerente e com muito bom senso, pois sem perfil participativo, “o mercado empurra para fora”! Souza listou alguns pontos importantes para que a prática do networking seja eficaz. Anote e pratique corretamente para obter sucesso:

      • Invista tempo para fazer uma lista de quem pode fazer parte do seu networking, analise-a e inicie os contatos; 
      • Saiba se expressar. Seja claro ao falar; 
      • Esteja sempre bem informado. Leia jornais, revistas, blogs e participe de palestras e eventos diversos; 
      • Frequente novos lugares e aumente sua lista. Lembre-se: networking é também conhecer outras pessoas;
      • Esteja presente nas redes sociais. Use o bom senso e atualize todas as informações profissionais. Nem sempre quantidade é tudo. Invista em qualidade;
      • Não fale mal dos outros, nem use o networking para roubar ideias;
      • Tenha um cartão pessoal sempre em mãos;
      • Seja versátil e esteja aberto a novos contatos e oportunidades.  

20/Jan - Dica Cultura - Luz, câmera...história! Estudar é preciso e pode ser divertido

Saber e conhecer a história do país onde nascemos e vivemos é o mínimo que se pede em qualquer situação. Porém, o que ouvimos diariamente é que o hábito da leitura ainda é uma das deficiências de grande parte da população brasileira. Para estar bem informado há outras formas de acesso que podem tornar o aprendizado divertido e uma delas é por meio de filmes, documentários ou canais oficiais sobre disciplinas como História, Matemática etc., no Youtube. Algumas produções brasileiras disponíveis no mercado tratam sobre temas diversos relacionados à história do país, do descobrimento passando pela Era Vargas, ditadura militar, entre outros momentos sempre presentes nas principais provas de vestibular, ENEM e demais concursos.

Há algum tempo, o Guia do Estudante listou uma relação com mais de 30 nomes de filmes com referências à fatos e momentos importantes da história do Brasil. Entre as produções indicadas e que vale conferir estão: A Missão, Independência ou Morte, Policarpo Quaresma, Olga, Pra Frente Brasil, Carlota Joaquina e outros filmes. Ainda há outros títulos com a temática História da Humanidade com abordagem sobre acontecimentos mundiais que marcaram a história. 

Faça uma seleção dos filmes que achar interessante e busque em sebos, locadoras ou com amigos. Aproveite para preparar uma sessão pipoca seguida de uma rodada de discussões sobre o tema abordado na produção. Há casos em que pessoas pesquisaram mais informações em livros e revistas da época. Se isso já ocorreu com você, conte para o Se Liga! Jovem Aprendiz como foi a experiência. 

Na rede

Opções e formas de estudo são diversas: da biblioteca ao celular com internet. Esta última opção  proporciona facilidades no acesso às informações e pode ser sua grande aliada, nos momentos de estudo ou de buscar por dados complementares  de uma pesquisa. No final de 2014, o Espro publicou no portal uma lista contendo 20 aplicativos para dispositivos Android que todo estudante deve ter no celular. Vale a pena retomar e transformar seu celular em fonte de pesquisa!

 

20/Jan - Pesquisa de Satisfação 2014 - Jovens Aprendizes satisfeitos com o Espro

Como faz anualmente, o Espro realizou pesquisa de satisfação, no segundo semestre de 2014, com todos os Jovens Aprendizes, mais de 6.400. Entre os índices formatados, os destaques estão em 94% acreditarem que o Espro ajuda a unir o talento dos jovens ao Mundo Corporativo e 89% (com aumento de quatro pontos percentuais com relação a 2013) afirmaram que recomendariam o Espro aos colegas e familiares. Com relação ao papel do instrutor, 95% confirmaram a importância na qualidade e segurança nas orientações que passam aos alunos. 

“Os índices aferidos em nossa pesquisa anual, nos mostrou de fato o que já tínhamos de percepção. A partir dos resultados, nós iniciamos reuniões com as áreas correspondentes para, desta forma desenvolvermos novas propostas de melhorias.”, explica Maísa Rigoli, Supervisora da Central de Atendimento do Espro e responsável pela Pesquisa.  Ela ainda reforça que, os jovens se mostraram muito maduros ao falar sobre a atuação do Espro e questionar alguns pontos que consideram merecer atenção na instituição e também sobre a forma como querem conduzir a carreira. 

Portanto, a cada edição se solidifica a importância da realização da pesquisa para que o Espro possa buscar, a partir dos índices apurados, soluções para garantir excelência no atendimento em todo o território nacional. “A participação dos jovens foi muito importante. O resultado da Pesquisa foi satisfatório. Temos agora, um documento final com índices muito importantes e já estamos revendo nossos processos internamente”, conclui Maísa. 

Atualizações em Andamento

Assim que pontos de melhoria foram identificados nos indicadores, as ações já foram iniciadas. A atualização do material didático utilizado na capacitação dos jovens é uma delas. A equipe de Projetos Educacionais e Material Didático do Espro, está com foco total  na finalização de  novo kit aos jovens composto de livros com novo conteúdo e cases, entre outros temas relacionados ao Mundo do Trabalho, em concordância com as determinações do Ministério do Trabalho e Emprego. O lançamento ainda não tem data prevista, porém será em breve, uma vez que o processo está perto do seu término. 

 
 

20/Jan - E aí, instrutor? - O trabalho honesto nunca vai decepcionar a família!

Instrutor aprendeu muito sobre comportamento durante curso de garçom

Filho de militar rígido, o instrutor Elias Duarte iniciou a ‘vida adulta’ e a preparação para o mercado de trabalho, de forma muito difícil. O pai, que não conseguia deixar as normas e disciplinas do militarismo no quartel, o colocou para fora de casa assim que completou a maioridade. “Meu pai não admitia perder o controle dos filhos. Então, quando iniciávamos os primeiros passos por conta própria, ela preferia nos mandar para longe dele. E fez assim com todos os sete filhos”, comenta. 

Duarte chegou dormir nas ruas de Florianópolis, durante duas semanas, até ser resgatado por uma irmã que mora em Caxias do Sul. Foi quando iniciou um curso para formação de garçons e outro de cozinheiro, em que aprendeu a fazer esculturas em frutas, legumes etc.  Durante os cursos, ele conheceu Thaís, hoje sua esposa. Os dois já foram eleitos os melhores bartender e cozinheira, respectivamente. Formado em Gestão Mercadológica e Administração de Empresas, ele realiza eventos juntamente com a esposa e as duas filhas gêmeas adolescentes. Já são conhecidos na cidade por conta das ‘estações de coquetéis’ e mesas coloridas repletas de esculturas trabalhadas em frutas, legumes etc.

A experiência na gastronomia e produção de eventos, já levou o instrutor até Montevidéu, em 2012, para dar aulas de cortes em frutas. Por meio de um ex-aluno, que mora na cidade uruguaia, ele foi convidado para ensinar a arte. “Fiquei impressionado com a organização. Geralmente, os alunos vão para as aulas esperando que o professor leve todo o conteúdo, mas lá é diferente, os alunos já vão preparados somente para tirar dúvidas. Eles estudam o conteúdo antes. Sou a favor deste formato, pois enriquece muito a aula e a torna mais produtiva, uma vez que podemos aprofundar nos temas. Eu sempre incentivo meus alunos a virem mais preparados. Isso é maturidade”, aponta. 

Formando cidadãos

No Espro desde 2010, Duarte que sempre trabalhou com qualificação de jovens, leva a própria experiência de vida para as aulas e procura sempre ouvir e saber mais sobre a situação de cada um. Além disso, ele procura levar para dentro da sala conteúdo que eles se identifiquem, algo relacionado ao universo deles. “Não temos o propósito em formar um jovem como um soldado de quartel, mas sim um cidadão crítico e com maturidade suficiente para entendimento de tudo o que passa ao redor”, afirma. 

Enquanto instrutor, ele comenta que não pode deixar que o desânimo tome conta dos alunos. Ao contrário, ele tem o dever de fazer com que acreditem no potencial e que algo de bom vai ocorrer nas vidas de cada um. “O segredo é tirar tudo o que for negativo das vidas deles. Alguns já questionaram remunerações, entre outros pontos. Nestes momentos, eu os alerto para que façam as contas sobre quantidade de horas trabalhadas, experiência e o que ganham. Mostro que o trabalho que realizam é de forma honesta, o que não decepcionará as famílias e que, mesmo não ‘rendendo’ como gostariam, abrirá portas no futuro, criará maturidade, entre outros aspectos. O segredo é não fazer somente para ganhar dinheiro, mas sim agregar valor”, alerta. 

Duarte ainda reforça a importância em ter vontade, não somente tempo registrado em carteira. “O primeiro passo para ter sucesso na carreira é acreditar em si mesmo e entender que o mercado está de braços abertos para quem não é limitado ou acomodado. Enquanto os alunos do Espro decidem em qual empresa querem conquistar uma vaga e qual carreira seguir, os outros vão para as filas de emprego”, conclui. 

 

20/Jan - Você sabe o que é Seguro-desemprego?

Novas regras para receber o benefício irão impactar os trabalhadores jovens exceto Aprendizes

A partir do dia 1º de março entrarão em vigor, as novas regras sobre o seguro-desemprego e, de acordo com as alterações, os efeitos serão sentidos por jovens trabalhadores que acabam de ingressar no mercado de trabalho. Para entender melhor o que irá mudar é importante saber o que é Seguro-desemprego: benefício integrante da seguridade social que tem por objetivo, além de prover assistência financeira temporária ao trabalhador desempregado sem justa causa, auxiliá-lo na manutenção e na busca de emprego, promovendo para tanto, ações integradas de orientação, recolocação e qualificação profissional. (Ministério do Trabalho e Emprego - http://portal.mte.gov.br/ ). 

De acordo com a nova determinação, o trabalhador demitido sem justa causa receberá o benefício somente após 18 meses de atuação na mesma empresa. Antes, o empregado dispensado tinha direito ao benefício depois de seis meses. Agora com o acesso mais rigoroso, especialistas já apontam que os mais jovens serão impactados. Dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), sete em cada dez trabalhadores com idade até 24 anos saem do emprego antes de completar um ano de prestação de serviços para o mesmo empregado.

O advogado Bruno Gallucci, especialista em Direito Trabalhista, apontou em recente artigo assinado por ele que as mudanças “tendem a reduzir a rotatividade do trabalhador no emprego, tendo em vista à nova realidade de adaptação ao mercado de trabalho brasileiro”.

Soraya Fenenbergue, coordenadora de Administração de Pessoal do Espro também ressalta que a questão impactará diretamente no desenvolvimento da carreira dos que iniciam no mercado de trabalho. “Os desligamentos do Programa de Aprendizagem não serão impactados, pois não concedem o benefício do seguro-desemprego, uma vez que os contratos são de prazos menores ao período mínimo que a mudança na lei está prevendo. Vale alertar aos demais que estão no início da carreira pra que tenham maior comprometimento quanto ao desempenho das atividades nas empresas, uma vez que quanto mais tempo ficam em um emprego mais possibilidades terão em crescimento profissional”, comenta.

A coordenadora ainda destaca sobre a importância em saber que seguro-desemprego não pode ser considerado “salário extra” recebido após o desligamento da empresa. “O prazo anterior de seis meses gerava um ambiente de conforto quanto a despedida do primeiro emprego e afetava o empenho na busca de uma nova inclusão no mercado de trabalho, pois grande parte dos beneficiados aguardavam o término das parcelas para então buscarem uma recolocação”, conclui. 

Mudanças à vista!

Às vésperas do fechamento desta edição do nosso boletim, o Planalto anunciou por meio de comunicado oficial, que há a possibilidade em rever o novo período de concessão do benefício proposto em medida provisória. A retomada na decisão ocorreu a partir de solicitações de centrais sindicais para que o trabalhador, principalmente os jovens, não sejam impactados. 

Caso não haja acordo entre Governo e as lideranças dos sindicatos, manifestações podem ocorrer em todo o país. De qualquer forma, os órgãos que representam os trabalhadores são favoráveis aos ajustes nos benefícios trabalhistas, porém que sejam realizados de forma coerente.

 
 
Fim do conteúdo (Clique neste link para voltar ao início do conteúdo) Voltar ao topo da página (Menu principal)