Espro - Ensino Social Profissionalizante

Educa, Transforma, Inclui.

São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174

  • São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174
  • Rio de Janeiro Tel. 21 3513-6400
  • Belo Horizonte Tel. 31 3506-1900
  • Brasília Tel. 61 3226-1512
  • Curitiba Tel. 41 2107-0500
  • Recife Tel. 81 3424-8166
  • Salvador Tel. 71 3027-5023
  • Campinas Tel. 19 3722-0004
  • Porto Alegre Tel. 51 3085-5707
Início do conteúdo

19/Dez - Personagens principais, os jovens marcaram 2014 com protagonismo em todas as atividades realizadas

Festival de Talentos, Ryla, De Olho no Futuro...esses são alguns dos projetos que foram realizados durante o ano e que ganharam destaque, a partir da performance e dedicação de todos os jovens, na realização de cada uma. 2014 já foi considerado especial por conta das comemorações de 35 anos de Espro no Brasil. Entre as campanhas comemorativas, foi realizado o Festival de Talentos. A ação contou com a participação dos jovens da Formação Profissional para o Mundo do Trabalho e do Programa Jovem Aprendiz e teve como vencedora, a dupla de Hip Hop formada por Marcelo (Leroy DP) e Johny, que utilizam o estilo musical como meio de se comunicar para “transmitir mensagens, por meio da arte”. 

As edições dos programas Ryla e De Olho no Futuro revelaram muitos talentos.A 11ª edição do Prêmio Rotário de Liderança Juvenil – Ryla teve como tema ‘Orgulho de ser Brasileiro’. Os grupos participantes desenvolveram projetos com qualidade e atenderam as premissas. As regiões: Nordeste, Sul, Sudeste e Centro-Oeste foram muito bem representadas em cada um dos trabalhos. Um workshop - com a participação dos vencedores e especialistas - foi realizado na cidade de Mairiporã, em São Paulo, para que pudessem conhecer um pouco mais sobre o universo do voluntariado.

O De Olho no Futuro, que é realizado em todas as unidades do Espro e organizado pelos jovens com apoio da instituição, contou com a participação de mais de 500 representantes de empresas parceiras, além de universidades. Durante uma semana, os participantes puderam ouvir experiências de profissionais que atuam em áreas diversas e ainda conhecer mais sobre o conteúdo de cursos de graduação, por meio da Feira de Ensino Superior que ocorreu simultaneamente ao evento.  Participaram do evento, as empresas Hospital Sírio Libanês, Mapfre, Porto Seguro, Santander, Rede RBS de Rádio e TV, Saintgobain, Previsul, Tortuga, Intercemente, Auxiliadora Predial, TV Com, Endosul, Aerosul, O Sul, entre outras que levaram cases para enriquecer o repertório dos jovens.

Seguindo a linha de troca de experiências foi realizado na Matriz, em São Paulo, o Relatos de Boas Práticas. A dinâmica consistiu em levar colaboradores da unidade, que atuam em áreas administrativas, para contar as respectivas rotinas de trabalho nas salas de aula tendo como parâmetros as disciplinas de Planejamento, Estratégia, Gestão de Carreira para as apresentações. Ao final das apresentações, os participantes faziam uma foto, no estilo selfie e postavam na página oficial do Facebook. Todos aderiram. Há previsão de continuidade no próximo ano, nas unidades de Campinas (interior de São Paulo) e Rio de Janeiro. 

Investindo no futuro

Durante o ano, o Espro fechou parcerias com instituições educacionais para facilitar o ingresso na universidade e também início de uma carreira de sucesso dos jovens. Para os que estão em fase de vestibular, o Grupo Cruzeiro do Sul Educacional preparou um ‘pacote’ de benefícios que vão desde valor especial na matrícula, até mensalidades a partir de R$ 147. Os jovens do Paraná podem usufruir da parceria realizada com a Faculdade Educacional da Lapa – FAEL, que oferece descontos nos cursos de Graduação e Pós-Graduação.  Para os que buscam cursos de especialização e não têm tempo para aulas presenciais, o Espro disponibilizou opções em formato Ensino a Distância – EAD. Eles podem ser iniciados a qualquer momento e o aluno recebe certificado no final.

Atendendo uma solicitação dos Aprendizes, o Espro passou a divulgar ofertas de vagas de empregos nas páginas oficiais das redes sociais. Semanalmente é possível conferir as oportunidades em todo o território nacional. Esta é mais uma forma de fazer chegar as informações, da forma mais adequada ao universo dos jovens. 

A instituição também iniciou, por meio das páginas oficiais na internet, chamadas para os programas oferecidos aos jovens, tendo como gancho, a mensagem de que todos podem fazer parte da transformação de vidas. Isso pode ocorrer, a partir de compartilhamentos para as redes de amigos, de notícias sobre os períodos de inscrições dos programas oferecidos pelo Espro. 

Em 2014, o Espro formatou e disponibilizou para as empresas parcerias um banco de dados com informações de ex-Aprendizes sobre comprometimento, empreendedorismo e todos os pontos em que o candidato melhor se destacaram durante a capacitação. 

Histórias de sucesso
 
Durante o ano, muitas histórias de sucesso foram compartilhadas por meio do Portal Espro, Boletim Se Liga! Jovem Aprendizenas redes sociais. Entre elas está o case do jovem Diogo Machado, ex-Aprendiz do Polo Florianópolis, que ganhou destaque e muita repercussão na imprensa. Ele prestou concurso público para o cargo de Agente Administrativo da Polícia Federal e passou em primeiro lugar. Diogo, que foi Jovem Aprendiz na Gol Linhas Aéreas, de 2011 a 2013, sempre teve o sonho em se tornar servidor público. Se dedicou durante muito tempo foi reprovado em alguns e até já havia passado em concursos anteriores. Porém, ele não desistiu da meta em ingressar na PF e o empenho foi intenso. Em entrevista para o Portal Espro, o jovem deu algumas dicas para os que buscam sucesso em concursos públicos. 
 
Para quem quiser compartilhar a história de sucesso, o Espro criou uma página especialmente para receber as contribuições. Basta acessar http://35anos.espro.org.br/e lá registrar o case de transformação, na Linha do Tempo
 
A seguir, alguns depoimentos de jovens que foram personagens de matérias sobre transformação de vida nos boletins Espro na Sua Empresa e Se Liga! Jovem Aprendiz:
 
“Quando penso na minha vida antes e depois do Espro é muito clara a transformação, pois eu era tão tímido, que tinha medo até de falar com as pessoas. Com o tempo, eu fui crescendo, amadurecendo mais do que o normal para um garoto que enfrenta dificuldades por morar distante de tudo. Depois, eu já nem ligava mais para a questão da distância e focava em minha carreira. Um conjunto de fatores como as atividades teóricas e a rotina no ambiente corporativo, me levaram ao sucesso”
(Leonardo Macedo Mata, de Campos dos Goitacazes, RJ,está cursando a segunda faculdade na busca por crescimento profissional na área bancária.)
 
“Quando o diretor da escola me disse que durante o curso, os jovens eram encaminhados para empresas, eu não pensei duas vezes e fui buscar mais informações no site do Espro. Na época, eu ingressei no curso que era chamado de Capacitação Básica e, em pouco tempo, eu já estava na tesouraria do banco Itaú.”
(Amanda Fernandes Damiano, São Paulo, SP. Está fazendo intercâmbio na Califórnia, EUA.)
 
“Hoje sou muito feliz no meu trabalho e penso em seguir carreira militar e chegar ao cargo máximo. Tenho me preparado muito para atingir minhas metas e o Espro foi o ‘ponta pé inicial’ em minha vida. Para quem quer ter sucesso, eu sempre falo os três ‘Fs’ que são Força, Foco e Fé colocando Deus no comando sempre para buscar os objetivos! Nada é impossível.”
(Rafael Santos, ex-Aprendiz. Presta serviços no Corpo de Bombeiros e na equipe de resgate Águia, em São Paulo, SP) 
 
“O Espro foi e sempre será importante para mim. As dicas que deixo para os futuros profissionais são: ser humilde, aprender a lidar com as diferenças, ter responsabilidade e muita persistência no que acredita. Saber fazer o marketing pessoal de forma correta é também muito importante. Absorva o máximo que puder durante o curso, pois dois anos passam muito rápido e pense que muitos jovens não tiveram a mesma oportunidade. O caminho não é fácil, mas nada é impossível acredite sempre. Para alcançar as metas, basta querer!”
(Guilherme Correia, ex-Aprendiz do Polo de Salvador é colaborador do banco Bradesco e estuda Administração) 
 
“Para a nossa família, o Espro foi essencial na construção dos nossos sonhos. Nós não esperávamos retorno tão rápido! O slogan Educa, Transforma e Inclui impresso em nossa camiseta do uniforme é muito verdadeiro. Além do aprendizado durante as aulas, o Espro nos capacitou e incluiu meus irmãos no mercado de trabalho e vai me incluir também!”
(Herveli Ferreira do Nascimento, Salvador, BA. Ela e mais dois irmãos tiveram as vidas transformadas, após capacitação e encaminhamento. Todos estão trabalhando atualmente) 
 
Conhecimento

O ano também foi marcado por uma série de atividades extracurriculares que levou os alunos de todo o Brasil para conhecer pontos turísticos e referências históricas. Entre as visitas realizadas o destaque ficou para o Projeto Inhotim Para Todos. Por meio do projeto idealizado no Espro BH, cerca de 1.600 jovens puderam conhecer, sem custo algum, o Instituto Inhotim, considerado um dos maiores museus a céu aberto do mundo. Durante visitas - que iniciaram em julho e foram monitoradas e acompanhadas por instrutores – os alunos conferiram de perto obras que são referência em Arte Contemporânea de artistas reconhecidos internacionalmente. 
 
 
Encerrando o ano com o tradicional Coral
 
Além da tradicional apresentação anual, nas escadarias do Theatro Municipal, o Coral do Espro, formado por 200 jovens e sob a regência do maestro Jaconias Rodrigues foi convidado a participar da ação Natal Iluminado, da Prefeitura de São Paulo, com apresentação na Praça da Sé. Na ocasião foram interpretadas músicas natalinas. Integram o Coral, alunos dos programas Formação Profissional para o Mundo do Trabalho e Jovem Aprendiz, de 15 a 21 anos que fazem parte do projeto Oficinas de Arte do Espro.  
 
A partir de agora, todos já estão preparados para que o novo ano seja de muitas transformações!!!
 
 
 
 
 
 
 
 

19/Dez - A dica de leitura do mês vai contribuir para quem não sabe qual carreira seguir

 

Lançado em novembro, Tô Perdido! Mudança e Gestão de Carreira, da consultora de carreira, Adriana Gomes pode ser o livro de cabeceira para quem ainda não decidiu ou tem dúvidas sobre vocação e em qual área investir.  Também indicado como leitura obrigatória para os jovens que estão ingressando no mercado de trabalho, o livro pode ter a função de manual para autoconhecimento, que ajudará o leitor a identificar características pessoais, assim como pontos fortes. 

Tô Perdido! traz relatos reais de algumas pessoas e até a experiência pessoal da autora que, em algum momento da vida passaram por um processo de mudança na carreira. Há também registros de alguns exemplos que não deram muito certo como o de quem apostou em um hobby como definição da carreira. Segundo a Adriana, autoconhecimento e planejamento são essenciais para ter sucesso na carreira! “Não há como se conhecer sem viver; e não há como viver sem experimentar, sem vivenciar.”, reforça Adriana.

Entre as mais de 180 páginas, o leitor encontrará dicas de como elaborar um currículo que chame a atenção do recrutador, como utilizar as redes sociais a seu favor, dicas de networking e ainda um capítulo sobre planejamento financeiro, imprescindível para quem quer investir na carreira. 

Dados técnicos:
Formato: 14x21
Total de páginas: 184
Preço de capa: R$ 44,90
Peso: 250g

 

 

19/Dez - Falar inglês pode aumentar o salário em 35%

 

Alguns não gostam e outros acham bobagem estudar outro idioma. Porém, é melhor começar a mudar a opinião sobre o tema, pois estudos já apontam que o domínio de segundo idioma não só garante crescimento profissional como também melhores salários. Recentemente, a Catho realizou um estudo e detectou que apenas 11% dos brasileiros se comunicam em inglês, sem dificuldade. Mesmo com o baixo índice de pessoas fluentes, o mercado não deixa de exigir que os candidatos tenham, pelo menos, o inglês avançado. Ou seja, o idioma deixou de ser um diferencial para ser requisito no momento da seleção dos candidatos a uma vaga. 

“Hoje em dia, a fluência em outro idioma é tão importante quanto a formação acadêmica. Independente da área de atuação, os profissionais precisam estar em constante busca pela ampliação de seus conhecimentos para, assim, serem profissionais globalizados.”, comenta Rosane Vidmar, Gerente de produtos da divisão English Learning Solution da Cengage Learning

Veículos internacionais como a revista Business Week, e os jornais The Economist e Wall Street Journal têm tratado o tema em suas edições, principalmente sobre a relação do idioma com os jovens, que são totalmente tecnológicos buscam uma língua padrão que seja útil no mundo da informação e na sociedade como um todo. Vale ressaltar também, que o inglês é, além de um dos idiomas mais falados do mundo é também a língua mundial do mundo dos negócios. A Business Week chegou a citar que o salário de uma pessoa que domina a língua inglesa aumenta 35% em relação ao de outra que não tenha tal habilidade. 

Cursos online

Para quem quer iniciar um curso e não tem possibilidade em pagar ou até mesmo assistir aulas presenciais, há algumas opções de cursos gratuitos online oferecidos por instituições diversas. Vale a pena fazer uma busca na internet e conferir em qual dos métodos disponíveis é possível acompanhar, de acordo com a rotina ou grau de dificuldade. O Portal Exame publicou recentemente links de 10 cursos de idiomas, online. Vale a pena conferir também o Portal do Curso de Inglês Grátis (CIG)

 

19/Dez - Dormiu bem? Então está preparado para ter atitudes éticas!

 

Pesquisa realizada recentemente por profissionais psicólogos e terapeutas das Universidades Johns Hopkins e Harvard (nos Estados Unidos) apontou que a tomada de atitudes éticas podem ter relação com o sono, ou seja, ‘o período dormido’ tem influência na capacidade de ser ou não ético. Para chegar ao resultado, os especialistas observaram atitudes de 200 pessoas sobre tomadas de decisões que envolviam questões éticas aliadas ao que chamam de cronotipo, uma espécie de relógio biológico de algumas pessoas que determina o quanto querem dormir ou o nível de energia. 

Os estudos apontaram que as pessoas podem agir com honestidade, em horários diferentes, de acordo com os hábitos do sono. O resultado geral determinou que a ética individual está sujeita não somente à qualidade do sono, mas também às pressões do dia a dia. Pessoas que dormem e acordam mais cedo têm as manhãs como período de maior atenção, autocontrole e discernimento. Já os que gostam de dormir ‘um pouco mais’ não apresentam esses atributos. Logo, quem tem ótima noite de sono está menos propenso à tentação de enganar as pessoas, por exemplo. “O mau sono compromete a capacidade de tomar atitudes corretas, de fazer escolhas, coloca em risco o autocontrole e ainda deixa a pessoa sem paciência. Ou seja, é a qualidade do sono que favorece esse lado antiético", explica a psicoterapeuta Maura de Albanesi.

Durma bem e seja ético!

Entre as ‘doenças da atualidade’ está a insônia e para que ela não se torne algo crônico vale a pena rever e evitar alguns costumes como: deixar dispositivos como celular, tablet, entre outros fora do alcance, antes de dormir. Também é muito importante adotar uma alimentação mais leve e não se envolver em situações de tensão que possam prejudicar o sono. Desta forma será evitada qualquer situação de comportamento antiético ou desonesto com os demais. 

"Quando estamos descansados, relaxados e com as energias renovadas, temos controle maior sob a tentação de mentir ou de enganar outras pessoas e em cada pessoa isso ocorre em períodos diferentes do dia, de acordo com o sono", comenta a psicoterapeuta. 

Tenha um bom sono e ótimas atitudes!

 

 

19/Dez - Instrutor alerta para que seus alunos não confundam a “cultura do Facebook com a da vida”

 

Com carreira consolidada em treinamentos corporativos, o instrutor do Espro São Paulo, Washington Peinado diz ser um apaixonado pelo trabalho que realiza atualmente com os jovens. Ele que já passou por grandes empresas de segmentos diversos resume atuação e papel na vida dos jovens com a palavra ‘troca’. “Gosto muito do trabalho que realizo e do contato com os alunos. Cada dia é uma emoção diferente, seja porque não prepararam o que eu pedi ou até mesmo por algumas respostas atravessadas, mas mesmo assim, eu defino essa relação como troca, pois aprendo muito com eles. Estou no caminho e profissão certos”, comenta.]

Totalmente dedicado, o instrutor prepara as aulas de uma forma a fazer com que os alunos também participem da elaboração: “Eu sigo o que está no cronograma, porém busco informações não só nos livros. Apresento sempre um vídeo, case ou até mesmo uma experiência da minha carreira e acabamos construindo juntos o treinamento. Penso que não pode ser engessado e sigo sempre com algo a mais em minha metodologia”, explica o instrutor que também é professor universitário em uma grande instituição particular de São Paulo, onde ministra aulas da disciplina Logística – Movimentação e Armazenamento de Materiais.

Há dois anos no Espro, Peinado é daqueles instrutores que os alunos gostam muito. Sempre faz questão de levar informações para a sala de aula e ainda faz questão em reforçar a importância da leitura para atualização sobre temas gerais. “Eu sempre alerto para a preguiça que têm de ler e escrever. Porém trata-se de algo falho na Educação de Base. Mesmo assim, eu estimulo sempre a   interpretação de textos. Há momentos em que temos que forçar para que deixem um pouco de lado as redes sociais, onde as mensagens são curtas e codificadas. Eles não podem confundir a cultura do Facebook com a da vida”, reforça. 

Aprendizagem e Carreira

O instrutor citou a fase da Aprendizagem como fundamental e que todos deveriam passar por um projeto assim. Ele diz ser gratificante, a oportunidade em participar de um trabalho focado na transformação de vidas, principalmente quando recebe feedback de alunos e ex-alunos. “Saber e poder acompanhar o desenvolvimento deles é sinal de que meu trabalho foi cumprido e que captaram o que eu queria passar. Chegam falando gírias e, depois de um tempo eles mesmos percebem que a forma de se portar mudou. Todos ficam mais focados na questão profissional, na carreira. Eu queria ter tido o Espro em minha vida!”, pontua. 

Outro ponto observado por ele é a velocidade com que os jovens esperam que as coisas ocorram. Porém, o instrutor sempre alerta para que tenham mais paciência e que deixem tudo acontecer naturalmente, sem forçar. “Eles precisam esperar o tempo. Muitos já querem entrar em uma empresa com salários fantásticos! Então, eu digo que para isso, ainda precisam de muita experiência e também paciência. Devem entender e saber sobre ‘o tempo da vida’!”, conclui. 

Fim do conteúdo (Clique neste link para voltar ao início do conteúdo) Voltar ao topo da página (Menu principal)