Espro - Ensino Social Profissionalizante

Educa, Transforma, Inclui.

São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174

  • São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174
  • Rio de Janeiro Tel. 21 3513-6400
  • Belo Horizonte Tel. 31 3506-1900
  • Brasília Tel. 61 3226-1512
  • Curitiba Tel. 41 2107-0500
  • Recife Tel. 81 3424-8166
  • Salvador Tel. 71 3027-5023
  • Campinas Tel. 19 3722-0004
  • Porto Alegre Tel. 51 3085-5707
Início do conteúdo

Educação Financeira para jovens com o livro Ter Dinheiro Não Tem Segredo

Em momento de decidir o futuro profissional, educação financeira é essencial para a realização pessoal. Autor reúne dicas em livro direcionado aos jovens que almejam sucesso financeiro.

A dica deste mês foi preparada especialmente para aqueles que dizem odiar Matemática. Base da Educação Financeira, disciplina já inserida na grade curricular de algumas escolas, a operação vai muito além de saber calcular uma raiz quadrada. “A Educação Financeira não deve se restringir ao ensino de cálculos matemáticos, planilhas de gastos ou opções de investimentos. Ela deve estimular novos comportamentos relacionados a escolhas, senso de prioridade, planejamento, qualidade de vida e, o mais importante, realização pessoal”, esclarece o educador financeiro Reinaldo Domingos, autor do livro Ter Dinheiro Não Tem Segredo (Editora DSOP) dirigido a jovens de 15 a 20 anos de idade.

Segundo Domingos, um dos principais aprendizados adquiridos pelos jovens com a Educação Financeira é que - independentemente da escolha profissional e fonte de renda do jovem (se dos pais ou profissão escolhida) - o que vai determinar seu padrão de vida e garantir sua independência financeira é a maneira como ele lida com o dinheiro. Há forte evidência de que pessoas com baixa educação financeira não planejam a aposentaria, pagam juros mais altos, têm menos bens, realizam menos sonhos.

O livro Ter Dinheiro Não Tem Segredo já está nas prateleiras das principais livrarias do país. 

‘Add ou não ‘Add’...eis a questão!’ Colegas de trabalho nas redes sociais

O que você faria se recebesse, em suas redes sociais, pedidos para adicionar seu chefe?  Se a opção for aceitar, vale lembrar que tudo o que você publicar ou opinar será visto por ele. Há algumas edições, nós tratamos o tema ‘comportamento nas Redes Sociais e internet em geral’. Pois bem, recentemente o LinkedIn realizou uma pesquisa mundial para identificar o comportamento dos internautas nas redes, entre eles o de manter chefes ou colegas de trabalho como ‘amigos’, nas páginas pessoais. Os resultados apontaram que o brasileiro é o que mais mantém relações com pessoas do escritório, fora do ambiente corporativo. De acordo com a pesquisa, 51% das pessoas entrevistadas (na faixa etária entre 18 e 65 anos) disseram adicionar seus gerentes nas páginas das redes sociais. 

Assim como no escritório, deve-se tomar muito cuidado com o comportamento nas redes sociais. Há casos de pessoas que deixaram de conquistar a ‘vaga ou promoção dos sonhos’, depois de ter perfis virtuais analisados. Aliás, muitos profissionais de Recrutamento e Seleção têm buscado informações dos candidatos, na internet. Portanto, todo cuidado é pouco! Se você decidir ter os colegas de escritório e também o chefe nos compartilhamentos de suas redes, vale prestar atenção para não ser prejudicado profissionalmente. 

“Deve-se ter muita cautela ao publicar ou divulgar opiniões em blogs e redes sociais, principalmente quando mantém em seu grupo de seguidores, os colegas da empresa. A publicação de qualquer opinião ou crítica pessoal sobre temas que tenham relação ao negócio da empresa deve ser muito repensada, pois uma vez na rede circula para o mundo! ”, alerta Denilson Raimundo, Gerente de TI do Espro. 

Vida virtual intensa

Os mais jovens são os mais conectados e isso é fato! A Conecta, empresa especializada em pesquisas sobre hábitos do internauta brasileiro, divulgou, no mês de julho, estudo que identificou presença e atividades dos jovens na internet. Segundo dados, cada jovem (com idades entre 15 e 35 anos) mantém perfil em, no mínimo, sete redes sociais. Entre as mais acessadas estão, respectivamente: Facebook (96%), YouTube (79%), Skype (69%), Google+ (67%) e Twitter (64%)

Diante do cenário, as orientações dos especialistas são sempre para que não haja exagero na exposição, assim como banalização dos perfis. Pede-se o uso da internet ‘a seu favor’, ou seja, faça das redes de relacionamento ferramenta para ampliar o leque de possibilidades construtivas e não destrutivas. 

 

 

Erenildo Laurindo de Matos, instrutor do Espro Recife, nos conta sobre sua trajetória e a troca de conhecimento com os jovens

“O Espro foi uma surpresa muito boa em minha vida!”

Há exatos 1 ano e 2 meses no Espro, o instrutor Erenildo Laurindo de Matos já se diz um ‘apaixonado pela causa’ da instituição e se considera um profissional realizado. Chegou para cobrir um período de férias de outro colega e acabou ficando. 

Durante 10 anos, de 2003 a 2013, Matos atuou em indústrias, nas áreas de Processos, Tecnologia e Gestão trabalhando com rotinas administrativas. Deste então, já havia identificado a afinidade em atividades que envolviam instrução, treinamento e pessoas. “Gosto do chão de fábrica, mas o ambiente não proporciona momentos de reflexão como as possibilidades que temos em uma sala de aula. Meu trabalho sempre foi treinar profissionais e hoje, o diferencial é que estou formando futuros profissionais e posso identificar e trabalhar cada ponto neles. Com isso, eu também cresço como profissional”, comenta. 

O instrutor demonstra muito amor e dedicação em seu trabalho. Segundo ele, a pesquisa é constante para levar o melhor aos alunos. Ele diz que “vive e respira o Espro” e, por isso, sempre busca algo bacana para apresentar nas aulas. O resultado, ele confere a cada turma que conclui o curso e quando encontra com alguns deles no dia a dia: “Já houve situação em que uma ex-aluna minha, hoje contratada de uma companhia aérea, me ajudou a solucionar um problema com uma passagem e foi muito gratificante par mim conferir o profissionalismo com que a garota resolveu tudo”, comemora Matos. 

‘Estoque de Conhecimento’
 
Durante as atividades que pratica com os alunos, em sala, o instrutor reforça a importância e papel de cada um, enquanto parceiros e colaboradores. “Costumo colocar a questão do profissionalismo em todas as situações e digo que somos todos colaboradores. Reforço que a única diferença entre nós é que eu, enquanto Espro, tenho ali um cargo e eles são representantes da instituição e têm responsabilidades, dentro das empresas parceiras. Portanto, eles são colaboradores e meus colegas de trabalho”, explica. 
 
“Outro ponto que trabalho sempre com meus alunos é a questão do estoque de conhecimento. Muitos deles já me questionaram dizendo não ter, mas eu consigo mostrar para todos que a vivência deles também conta e, a partir daí ocorre a troca e eles passam a entender e identificar o ‘estoque’. Enxergo meus alunos como talentos”, reforça o instrutor.
 
O instrutor fez questão em deixar claro o carinho e dedicação que tem com os alunos e deixou uma mensagem-reflexão baseada em construir campos e conexões necessárias para atingir as metas. “Independentemente de haver amizade ou não, no ambiente de trabalho é importante perceber que algo só acontece se o trabalho for realizado em equipe. Portanto é fundamental saber construir para se relacionar bem e fazer disso um eterno networking para toda a vida”, conclui Matos.  
 
 

O que a Geração Y anseia?

Pesquisa revela expectativa salarial de jovens no mundo.

Pesquisa realizada pela consultoria Universum e publicada no Portal Exame, em julho, revelou os anseios da geração Y, em diversas partes do mundo. Entre os desejos mais citados, qualidade de vida é o que encabeça a lista. Jovens de 23 países foram consultados, entre eles, os brasileiros. Ainda segundo o estudo, altos cargos e carreira internacional não estão nos sonhos da maioria consultada. O que querem, de verdade, é estabilidade no trabalho para poderem se dedicar às famílias e amigos, ou seja, ter vida profissional e também pessoal. 

Para cada país foi gerada uma tabela com percentuais de Metas de Carreira identificadas durante a pesquisa. Sobre salário, os jovens brasileiros afirmaram desejar, ao concluir um curso superior, uma remuneração mensal de aproximadamente, R$ 4mil, um dos mais baixos, se comparado aos demais países, exceto da China, onde os jovens  anseiam salário de mil dólares ou aproximadamente R$ 2,3 mil. Já os noruegueses são os que apresentaram maior expectativa salarial, R$ 14,4 mil. 

Tabela Expectativa Salarial dos Jovens no Mundo 

Para saber sobre outros anseios dos jovens do mundo, acesse matéria aqui.

Benefício para o futuro: parceria Espro e Cruzeiro do Sul Educação

Aprendiz Espro tem desconto em matrícula e mensalidades nos cursos de graduação e pós-graduação.

O Espro acaba de firmar parceria com o Grupo Cruzeiro do Sul Educacional para beneficiar jovens Aprendizes de São Paulo, em fase de vestibular. Entre as vantagens estão os descontos nas mensalidades dos cursos de graduação e pós-graduação, nas Universidades Cruzeiro do Sul e Unicid. “Nós estendemos o benefício para os jovens Aprendizes primeiramente porque tal concessão tem tudo a ver com a nossa causa: Educar; Transformar e Incluir. Também entendemos que para este público, em fase de definição da carreira, o cenário custo/benefício fará a diferença na tomada de decisão”, explica Carlos Pereira, gerente de Desenvolvimento Organizacional do Espro.  

“Muito me agrada a visão do Espro, que tem a Educação como ferramenta de transformação de vida. Acredito que muitos paradigmas serão quebrados com esta oportunidade que proporcionará o ingresso dos jovens Aprendizes no ensino superior. Quando conquistarem uma posição de excelência no mercado de trabalho, eles irão lembrar deste incentivo. Tenho a certeza de que teremos pessoas capacitadas para votar com consciência ou até mesmo assumindo a política do nosso país”, comenta Rodrigo Nunes, supervisor comercial de Educação Corporativa do Grupo Cruzeiro do Sul Educacional.

Para obter o benefício, os interessados devem ter em mãos um código promocional que é liberado via departamento de Comunicação Espro. Para receber basta enviar uma solicitação por email para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . Na sequência, o candidato deve acessar www.cruzeirodosul.edu.br/vestibular ou www.unicid.edu.br/vestibular para preencher o formulário de inscrição para o vestibular, de acordo com o curso e universidade que pretende prestar. O vínculo com o Espro será comprovado com apresentação de carteira de trabalho ou holerite

A Universidade Cruzeiro do Sul possui campus nos bairros de São Miguel, Liberdade e Anália Franco. Já para quem optar por Unicid, há a unidade no bairro do Tatuapé, todos em São Paulo. “Agradecemos a parceria com o Espro e acredito que iremos conquistar resultados importantíssimos para um mundo melhor. O Grupo Educacional Cruzeiro do Sul dará todo o apoio necessário para o sucesso”, conclui Nunes. 

Segundo o gerente do Espro, há intensão em expandir as parcerias com outras instituições do país, onde há unidade Espro como nas cidades de Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campinas (interior de São Paulo), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Recife (PE) e Rio de Janeiro (RJ). 

 

 

Fim do conteúdo (Clique neste link para voltar ao início do conteúdo) Voltar ao topo da página (Menu principal)