Espro - Ensino Social Profissionalizante

Educa, Transforma, Inclui.

São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174

  • São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174
  • Rio de Janeiro Tel. 21 3513-6400
  • Belo Horizonte Tel. 31 3506-1900
  • Brasília Tel. 61 3226-1512
  • Curitiba Tel. 41 2107-0500
  • Recife Tel. 81 3424-8166
  • Salvador Tel. 71 3027-5023
  • Campinas Tel. 19 3722-0004
  • Porto Alegre Tel. 51 3085-5707
Início do conteúdo

Espro comemora o sucesso da 6ª edição do De Olho no Futuro e já convida os jovens a levar inovação e muita criatividade para o próximo ano

 

Realizado entre os dias 12 e 16 de maio, jovens das unidades de todo o país participaram rodadas de discussões ministradas por gestores que atuam em grandes empresas do país, durante o De Olho no Futuro. O Projeto recebeu mais de 500 palestrantes, aproximadamente 300 empresas, além de faculdades, universidades e instituições que atuam em segmentos diversos. 

Durante uma semana, os jovens levaram seus convidados para a realização de palestras sobre experiências profissionais. Também ocorreu, em cada unidade, a Feira de Ensino Superior, em parceria com faculdades e universidades que levaram todas as informações sobre vestibular, cursos, formas de financiamentos para que os alunos possam iniciar o planejamento de suas carreiras. 

De Olho no Futuro é um projeto que é realizado a partir do protagonismo dos jovens, mas que também conta com nosso suporte. O desafio já começa quando o próprio Aprendiz tem que fazer o convite para seu gestor participar como palestrante do evento”, comenta Marco Machado, gerente da Educação Profissional do Espro. Ele ainda destacou que, a cada ano, os jovens superam as expectativas. “Em 2013, o evento tinha um perfil mais técnico com foco nas profissões. Nesta edição, o enfoque foi mais para o lado humano, ou seja, os palestrantes compartilharam com os jovens, histórias de vida. Cada um falou sobre as dificuldades, obstáculos e estratégias tomadas para superá-los. Isso levou para cada unidade muita energia positiva”, reforça. 

Percepção dos Participantes

“Participar do De Olho no Futuro foi muito construtivo e interessante. Eu saí motivada em relação ao nosso trabalho. Penso que neste momento em que estamos vivenciando a busca pelo mercado profissional é muito importante ouvir palavras de pessoas que nos mostram, por meio de exemplos pessoais, situações motivacionais que nos impulsionam para partirmos em busca de nossos ideais. Eles nos mostraram que é possível crescer dentro da empresa, independentemente da posição que iniciamos nela”, Júlia Deikes, Jovem Aprendiz, em Porto Alegre.

O jovem gaúcho, Gabriel Eech Souza também saiu bastante motivado do evento: “Para mim foi muito gratificante ouvir a história de uma pessoa e poder se espelhar nela. Tudo isso faz com que a gente reflita que para alcançar um futuro brilhante é preciso fazer sempre o melhor possível. Recebemos ótimos conselhos dos gestores referente às posturas profissionais, tratamento com os outros e as experiências de cada um como líder.”

Já a instrutora Fabiana Nunes participou pela primeira vez e ficou com impressões muito positivas: “só tenho a dizer que foi extremamente gratificante ouvir a trajetória de vida dos profissionais competentes e realizados em suas profissões. De Olho no Futuro contribui para a autoestima dos jovens. Novas formas de abordagem e experiências de vida de profissionais servem de exemplo para impulsionarmos novas carreiras como a de nossos jovens”.

Como não há tema específico previamente determinado, Machado espera criatividade para o próximo ano: “A partir da avaliação desta edição, queremos receber sugestões criativas, inovadoras, alguém que fale de forma inusitada para o 7º De Olho no Futuro”, conclui. 

De Olho no Futuro em números

Em São Paulo, na matriz, o evento contou com a participação de 374 palestrantes, 198 empresas parceiras e 12 instituições de ensino superior. Os colaboradores, mais de 50, foram destaque. Entre as áreas participantes, todas as superintendências estiverem presentes. Já entre as instituições de ensino e diversidade cultural, o Centro Ruth Cardoso teve ótima representação. 

A semana em Belo Horizonte - que também envolveu os polos de Contagem, Uberlândia e Ipatinga – contou com 132 palestrantes e recebeu representantes das instituições Anhanguera e Newton de Paiva, na Feira de Ensino Superior

Por meio do protagonismo dos jovens, a unidade de Porto Alegre recebeu empresas como a rede RBS de Rádio e TV, Saintgobain, Previsul, Tortuga, Intercemente, Auxiliadora Predial, TV Com, Endosul, Aerosul, O Sul, entre outras. A Uninter levou um profissional de coaching para orientar os jovens. 

 

Internet & cia. - Qual o seu e-mail? Cuidados na criação de endereços e perfis eletrônicos

Atualmente, a troca de informações está muito centralizada nos meios eletrônicos e, principalmente no telefone celular. O público jovem está sempre online e é neste ambiente que realizam contatos, compartilham fotos, mensagens e também enviam e-mails com seus currículos para as empresas. Portanto deve-se ter muito cuidado ao criar uma conta, pois esta será praticamente sua identidade virtual. Então, e-mails como gatinharenata@, beijonoombro@, entre outros podem ser ‘prejudiciais’ no momento em que vão para a caixa de entrada de um gestor, por exemplo. 

Os cuidados também são válidos para as redes sociais. Muito do conteúdo que você curte, compartilha ou comenta é visto por muitas pessoas e pode influenciar no momento de uma contratação, pois muitas empresas têm acessado perfis dos candidatos nas principais redes sociais. Tente fazer da internet sua aliada para criar uma rede de relacionamentos que possa contribuir e agregar valor à sua carreira, por exemplo. 

Adriano Vianini, gerente de Marketing e Relacionamento do Espro alerta para

.

Dica Cultural - Dúvidas para escolher a carreira? O livro "Escolha Certa", de Maurício Sampaio é a dica do mês.

A dica desta edição vai para quem ainda não decidiu qual carreira seguir ou tem dúvidas quando ao perfil vocacional. O livro Escolha Certa, do especialista em orientação educacional, Maurício Sampaio pode ser uma fonte de inspiração ou até mesmo decisão. 

Direcionado a alunos em fase de Ensino Médio caminhando para o vestibular, a obra é composta de temas como a descoberta da vocação, mapeamento das áreas de interesse, como lidar com as influências externas, de que maneira administrar o tempo, entre outros. No livro, o leitor encontra exercícios práticos e atividades de reflexão e testes vocacionais. 

Escolha Certa é indicado como uma espécie de guia mais do que completo, que auxilia jovens na tomada de decisão aos que estão prestes a fazer a escolha profissional, fato tão importante e determinante para o futuro de cada um.

 

Ficha técnica

Escolha Certa – Como tomar a melhor decisão hoje para conquistar uma carreira de sucesso amanhã
Maurício Sampaio
Formato: 13X18
Páginas: 150
Preço: 24,90

 

E aí, Instrutor? - “Para serem os melhores, busquem a formação!”. Evandro Balbinot, do polo de Francisco Beltrão, deixa seu recado para os jovens

O instrutor Evandro Balbinot conversou com o Se Liga!  e contou o quanto é gratificante participar do processo de transformação nas vidas dos jovens. Com formação em Letras, ele sempre atuou na área e hoje diz aprender muito também com os jovens: “Eu sinto que também amadureci muito trabalhando diretamente com os jovens porque ocorre uma troca e eu aprendo bastante mesmo. Tanto a lidar com eles como sobre o universo deles.”, comenta.  

O jovem instrutor esteve cinco anos na instituição e representou o Espro, no polo de Francisco Beltrão - Paraná. Este polo foi desativado no último mês, em virtude de otimização de localidades. Durante o tempo que desempenhou sua função, ele diz que o cuidado foi redobrado, quanto às orientações que passava para seus alunos. “Eles me viam como Espro, a referência da marca  no polo. Assim sempre os alertei com relação a importância na escolha da carreira. Digo que eles serão os melhores, a partir da formação. Sempre que eles percebiam alguma transformação se sentiam muito gratos e me davam feedback.”, reforça Balbinot. 

Evandro comenta que sempre homenageava os alunos ao final dos contratos e eles agradeciam dizendo terem saído do curso outra pessoa e que tudo o que aprenderam os tornaram melhores.  Para ele, este é o resultado mais concreto do trabalho realizado porque teve a oportunidade de, além de cumprir o papel de tutor, também poder acompanhar a carreira deles e ainda saber onde foram inseridos. Coisa que, atuando no Ensino Médio, ele não tinha conhecimento, pois os alunos ‘escapavam’ de suas mãos.

Entre os milhares de cases, o instrutor lembra o de uma jovem, de temperamento difícil e que resistiu em muitos momentos, durante o curso. Atualmente, ela está sendo preparada para ocupar um cargo de gerência, no banco onde foi inserida, há quatro anos, como Jovem Aprendiz. 

A mensagem do instrutor sempre esteve embasada na importância em abraçar as oportunidades: “Abracem as oportunidades porque sempre é tempo, pois quanto antes a gente agarra, mais possibilidades a gente vai ter. Hoje são muitas as opções oferecidas e, entre elas está o Espro com a missão de transformação de vidas, uma das mais nobres que existe, que é transformar as pessoas por meio da educação, pela forma de ensinar e mostrar o comportamento. Busquem a formação porque isso sempre os fará melhores!”, conclui. 

 

Combate à violência sexual - Abuso ou exploração sexual agora é crime hediondo. País terá ações pontuais de conscientização durante a Copa do Mundo.

Com agenda do país repleta de grandes eventos mais Copa do Mundo (2014) e Olimpíadas (2016), a Semana de Combate à Violência Sexual será mais intensificada com realização de ações pontuais mesmo depois de 18 a 23 de maio. Dados da Organização das Nações Unidas (ONU), o Brasil é o país, na América Latina, que apresenta maior índice de ocorrências em exploração sexual infanto-juvenil – isso independente do evento Copa do Mundo - ficando somente atrás da Tailândia. 

Instituições, Poder Público, população, enfim, todos devem participar dos atos de conscientização para o combate aos abusos contra crianças e adolescentes noticiados diariamente. A Plan International Brasil, ONG de origem inglesa que atua em prol da proteção e contra a violência e abusos de todo tipo, preparou uma série de ações que serão realizadas no país, até o período da Copa do Mundo, como blitz de mobilização, sensibilização de caminhoneiros, flashmobs em regiões que vão sediar jogos como em Pernambuco e São Luís, panfletagem, entre outros para chamar a atenção de todos. 

“Com a chegada da Copa do Mundo ao Brasil, nós decidimos ampliar nosso escopo de trabalho, uma vez que diversos órgãos internacionais estimam o aumento da proporção das viagens de turismo sexual durante o mundial”, afirma Anette Trompeter, diretora nacional da Plan International Brasil

O destaque fica com o projeto Copa das Meninas. Por meio dele, a ONG pretende impactar mais de 500 mil pessoas, a partir de mobilização com faixas, bandeiras, camisetas, adesivos, comerciais em salas de cinema, anúncios em revistas, campanhas nas redes sociais etc., nas regiões de Recife, Tamandaré e Porto de Galinhas (PE) e Natal e Tibau do Sul (RN), entre os dias 27 de junho e 06 de julho, segundo Anette, período em que as cidades podem receber um número relevante de turistas. 

Crime hediondo

Na semana de conscientização, o Congresso aprovou projeto que considera abuso crime hediondo e sem direito a fiança. A pena para quem promove ou tem alguma relação com o ‘crime’ é de dez anos de reclusão. O Ministério da Justiça já prepara ação para proibir, durante a Copa do Mundo, a entrada de turistas com histórico de pedofilia. O documento está aguardando o ‘aval’ do ministro.                                                

Dados

•Segundo a Secretaria de Direitos Humanos, as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Minas Gerais registraram, em 2013, mais de 20 mil casos (juntas);

•Nos últimos três anos, o Disque 100 (serviço gratuito 24h) recebeu mais de 25 mil telefonemas sobre casos de exploração sexual de menores no Brasil – 7301 só em 2013.

 
Fim do conteúdo (Clique neste link para voltar ao início do conteúdo) Voltar ao topo da página (Menu principal)