Espro - Ensino Social Profissionalizante

Educa, Transforma, Inclui.

São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174

  • São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174
  • Rio de Janeiro Tel. 21 3513-6400
  • Belo Horizonte Tel. 31 3506-1900
  • Brasília Tel. 61 3226-1512
  • Curitiba Tel. 41 2107-0500
  • Recife Tel. 81 3424-8166
  • Salvador Tel. 71 3027-5023
  • Campinas Tel. 19 3722-0004
  • Porto Alegre Tel. 51 3085-5707
Início do conteúdo

Trabalho focado em transformação de vidas de jovens marca 40 anos de atuação do Espro


Com inúmeras histórias de transformação de vidas na bagagem, especialmente de adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social, com vistas ao mundo do trabalho, o Espro – Ensino Social Profissionalizante completou 40 anos de fundação nesta terça-feira (26/3). A data foi celebrada, em São Paulo, ao lado de Jovens Aprendizes, colaboradores, empresas parceiras e membros do conselho da instituição.      

“Temos uma gratidão imensa com todos que nos antecederam, aos que hoje estão conosco e para aqueles que estão vendo que é uma obra coletiva, de muito significado e que nós queremos ver perpetuar”, afirmou o presidente do conselho do Espro, Luiz Augusto Prado Barreto.

Desde a fundação, em março de 1979, o trabalho realizado pelo Espro já impactou de forma direta a vida de cerca de 215 mil adolescentes e jovens. Apenas em 2018 foram inseridos 23,7 mil no Programa de Sociaprendizagem em todo o País. O número é 15% superior ao registrado no ano anterior, quando foram atendidos 20.617.

“Um dos principais desafios para continuarmos seguindo o nosso propósito nos próximos 40 anos é entender, respeitar e adequar a dinâmica deste jovem, levando a ele novas possibilidades de educação, transformação e inclusão”, ressalta o superintendente do Espro, Alessandro Saade.

O crescimento na base de jovens do Espro segue o mesmo índice registrado no número de aprendizes inseridos no mercado de trabalho no Brasil. De acordo com o CAGED, em 2018 foram realizadas 436.381 admissões contra 362.679 no ano anterior.   

“A gente sentiu no Espro essa confiança de, além de ser um trabalho de inclusão social, que vai muito ao encontro dos nossos valores, ser também um parceiro que a gente sabe que pode contar, que é seguro”, destacou Fernanda Rios Muffato, supervisora de Gestão de Talentos na empresa DHL.

Novos livros – Durante o evento também ocorreu, de forma oficial, o lançamento dos novos livros voltados a Socioaprendizagem, que serão utilizados pelos adolescentes e jovens. O material, exclusivo, composto por sete livros, conta com conteúdo atualizado, diagramação moderna e linguagem mais próxima dos jovens com exemplos relacionados ao mundo do trabalho. 

Sucesso – “O Espro me trouxe uma garra muito maior para acreditar nos meus sonhos, foi um crescimento pessoal inimaginável”, disse o ex-Jovem Aprendiz Iggor Felipe de Lima Moreira, que ingressou no Espro em 2012. Sua passagem pelo Programa de Socioaprendizagem, em São Paulo, foi fundamental nos aspectos pessoal e profissional. 

Após atuação como Jovem Aprendiz na empresa Scor, também trabalhou na Nextel, e mais recentemente, após prestar concurso, no Tribunal de Justiça de São Paulo. No dia 1º de abril inicia novo desafio como estagiário no Ministério Público de São Paulo. “Se você quer, consegue. Não adianta simplesmente fechar os olhos”, reforça Iggor, hoje cursando o 4º ano de Direito e com sonho se tornar juiz.

A passagem pelo Espro também mudou para melhor a vida de Karine Ribeiro da Silva, que atua como Jovem Aprendiz na TV Bandeirantes, uma das mais de 2,7 mil empresas parceiras da instituição. “Antes eu era muito tímida, introspectiva, falava pouco e tinha muito medo de ousar e arriscar. E depois do Espro sou disposta a novos desafios, engajada e pronta para me arriscar para o que der e vier”, disse ao destacar que a oportunidade é um degrau importante para continuidade de sua carreira profissional.

Fim do conteúdo (Clique neste link para voltar ao início do conteúdo) Voltar ao topo da página (Menu principal)