Jovem Espro busca ajuda para disputar mundial de ju-jitsu na África do Sul

Jovem Espro busca ajuda para disputar mundial de ju-jitsu na África do Sul

O jovem aprendiz Espro, Pedro Henrique, de 17 anos, além de se dedicar as ações de Socioaprendizagem no polo Sumaré, em São Paulo, também se destaca dentro do esporte. Sua boa performance na arte marcial rendeu convocação para representar o Brasil, em setembro, no Campeonato Mundial de Morganti Ju-Jitsu, na África do Sul.

E não podia ser diferente, já que de 2014 para cá, acumula a marca de 15 títulos conquistados em diferentes torneios, sendo atualmente o bicampeão Brasileiro. No dia 22/06, tem novo compromisso marcado, em Campinas, onde pretende faturar o tri na competição.

Ajuda - Para conseguir participar de seu maior desafio até aqui, no entanto, necessita de ajuda financeira para viabilizar todos os custeios para realização da viagem internacional. Isto porque o jovem não tem condições de arcar com as despesas, que incluem, entre outras coisas, passagens aéreas, emissão de passaporte, hospedagem, alimentação, quimono, transporte local e a inscrição no campeonato.

Filho único, com o pai já falecido, Pedro conta hoje com a generosidade de colegas e amigos, bem como do empenho e dedicação da mãe, que vende materiais recicláveis e realiza pequenos eventos com o propósito de arrecadar recursos que possam ser revertidos para a viagem.

Além disso, também tem o apoio de vizinhos e da assistência social do Espro, que realiza acompanhamento sociofamiliar desde a sua inserção no curso de FMT (Formação para o Mundo do Trabalho), há sete meses.

“Estou ansioso e penso que será algo emocionante. Quero fazer uma boa luta e conquistar o mundial, pois o apoio de todos me proporciona mais ânimo ainda”, destaca Pedro Henrique, que recentemente ganhou as passagens de ida e volta para o mundial custeada pela direção do supermercado Katucha, onde atua como aprendiz Espro.

Mobilização – Mas para o sonho poder se tornar realidade é preciso conseguir mais apoio e ajuda. As ações em prol do jovem aprendiz têm se intensificado, e desde então, foram realizadas campanhas com divulgação nos polos da unidade Sul, onde foram arrecadadas diversas prendas, revertidas em apoio financeiro por meio de bingos e rifas.

Nos polos Sumaré, Osasco e FIA, por exemplo, todas as caixas de papelão são guardadas e posteriormente retiradas para serem vendidas em um centro de reciclagem. Em Osasco, duas turmas de jovens conseguiram doações da empresa parceira Natura e também realizaram rifa de cesta de doces.

Outras pessoas interessadas também podem ajudar. Recentemente, um jovem aprendiz tomou a iniciativa de criar uma vaquinha virtual, onde é possível contribuir com qualquer valor para ajudar na realização do sonho de Pedro Henqique. Para participar da ação clique aqui.

Compartilhe:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments