Espro - Ensino Social Profissionalizante

Educa, Transforma, Inclui.

São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174

  • São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174
  • Rio de Janeiro Tel. 21 3513-6400
  • Belo Horizonte Tel. 31 3506-1900
  • Brasília Tel. 61 3226-1512
  • Curitiba Tel. 41 3075-2750
  • Recife Tel. 81 3424-8166
  • Salvador Tel. 71 3027-5023
  • Campinas Tel. 19 3722-0004
  • Porto Alegre Tel. 51 3085-5707
Início do conteúdo

De Olho no Futuro reuniu cerca de 11 mil jovens pelo Brasil

Em 2017, o Projeto De Olho no Futuro reuniu cerca de 11 mil jovens que tiveram a oportunidade de conhecer sobre mais de 100 profissões em todas as suas unidades distribuídas pelo Brasil.

Em São Paulo, por exemplo, foram mais de 200 palestrantes de diversas áreas de atuação. Estiveram representadas companhias como Itaú Unibanco, Santander, Bradesco, Banco do Brasil, Citibank, Papais, Polishop, Loreal Brasil, Natura, Braskem, Dow Química, Phillipps do Brasil, Porto Seguro, Danone, Avon, Leo Madeiras, Mapfre, Abott Laboratórios, Alcoa, Rede Record, Rede Bandeirantes, Unilever, Suhai Seguradora, Hospital Albert Einstein, entre outras. 

“Promover a 9ª edição do projeto somou mais uma oportunidade de socializar experiências e conhecimentos. E também promoveu o protagonismo dos Aprendizes, afinal eles realizaram os convites aos seus gestores para que comparecessem para palestrar no evento. Estes, por sua vez, brilharam trazendo suas experiências e empreendedorismo, desde youtubers a confecção de moda”, afirmou Margareth Pinto, gerente do Espro São Paulo.

A carreira política foi um dos temas das muitas palestras que ocorreram na semana em São Paulo. A ex-secretária de Desenvolvimento e Assistência Social Soninha Francine fez a abertura do evento em São Paulo e relatou suas experiências vividas também como professora, jornalista, palestrante, consultora, roteirista, diretora e apresentadora. Já o deputado federal Arnaldo Faria de Sá disse acreditar que o projeto satisfaz exatamente o que o jovem atual do país tem mais dificuldades de enfrentar: a falta de oportunidade.

 

 

O jovem engenheiro Matheus Cardoso, de 22 anos e fundador do Moradigna, uma empresa que faz reformas nos imóveis e regulariza documentos dos terrenos em bairros de baixa renda de São Paulo, também foi presença marcante na capital paulista.

 

“Projetos como este são extremamente importantes. Já acompanho o Espro há muito tempo por meio do Rotary. Fui, inclusive, conselheiro desta instituição. Então, eu tentei nas minhas palestras levar um pouco de tranquilidade para os jovens. Principalmente, em relação à primeira escolha [de carreira]. É importante mostrar para eles que, embora seja importante, sim, escolher uma boa profissão, quase todo mundo hoje em dia, em algum momento da carreira, muda para outros segmentos ou formas de atuação. Então, o principal é o jovem compreender a importância de manter os seus valores e a ética, além de saber fazer boas escolhas. E, quando errar, aprender com o erro”, recomendou André Luiz Villas Bôas, diretor de negócios da Acallanto e um dos palestrantes na capital paulista.

 

Rio de Janeiro

No Espro Rio de Janeiro, foram oferecidas cerca de 120 palestras para aproximadamente 1.700 jovens, somando filial e polos. Entre as apresentações, foram consideradas as mais interessantes pelos instrutores e jovens as falas de Claudio Macedo Domingues, empresário do ramo alimentício, Orlando de Brito, pesquisador na Área Submarina do Centro de Pesquisa da Petrobrás, e do telejornalista Marcelo Rabelo Raed.

As palestras da empreendedora do ramo de eventos Flávia Paes Prates, da secretária executiva na área hospitalar Kátia Adriano, além da jornalista e ativista social Joana Raphael e de Phil Magrat, coach executivo de líderes, professor escritor, também estiveram entre as mais apreciadas pelos jovens.

“O Projeto de Olho no Futuro trata-se de uma ótima oportunidade para que os jovens possam ter uma noção do que esperar do mundo de trabalho, proporcionando não somente um olhar para o futuro, mas reforçando a construção de atitudes do presente”, apontou Daniel Covic, gerente do Espro Rio de Janeiro.

Belo Horizonte


Na capital mineira e nas unidades de Contagem, Venda Nova e Uberlândia, foram realizadas 104 palestras para cerca de 1.300 Jovens Aprendizes.

Os palestrantes Marina do Nascimento Vilela, do banco Citibank, Marcone Barbosa , diretor de marketing do Cruzeiro Esporte Clube, Elias Santos, gerente e radialista, além de Hugo André da Rocha, professor e pesquisador, e Marcos Antônio Lacerda, gerente na empresa Emive, foram apontados como os que mais se destacaram.

“Este é o projeto mais emocionante do Espro. É extremamente satisfatório ver o envolvimento de toda a equipe para ver os jovens com olhares curiosos diante das falas dos palestrantes, já que muitos deles vivem realidades que os deixam, às vezes, impossibilitados de sonhar e desacreditados em realizar. E o ‘De Olho no Futuro’ traz, acima de tudo, a oportunidade de mostrar a eles que podem sonhar, podem ser melhores, podem crescer, podem conquistar carreiras e serem os profissionais que desejam. Enfim, um projeto onde todos dividem, aprendem e se encantam. Agradeço ao Espro por me proporcionar viver esse momento”, revelou Shirlene Oliveira, gerente do Espro Belo Horizonte.

Brasília

 

Com uma participação média de 122 Jovens Aprendizes por dia, o Espro Brasília contou com a presença de 22 palestrantes no período.

Além de todo o conhecimento adquirido no evento, os participantes do projeto no Distrito Federal foram contemplados com um sorteio de 20 bolsas de estudo nas faculdades UNIP e Estácio de Sá.

“Participo do projeto há seis anos e considero um dos melhores do Espro. Projetos como este fidelizam profissionais de alto nível à instituição e geram nos jovens a motivação na busca do seu futuro profissional, oportunizando relatos de como ter sucesso nesta caminhada”, revelou Mariana Rocha, gerente do Espro Brasília.

André Grangeiro, gerente de Divisão da Fundação Banco do Brasil, Geovano Silva, gestor de RH do Laboratório Sabin, Ana Paula, supervisora de Desenvolvimento de Pessoas, e Rony Lima, consultor administrativo do CEASA, foram os palestrantes de maior relevância.

 

Campinas

 Entre os seus 98 palestrantes que recebeu durante toda a semana, o Espro Campinas teve o ex-atleta olímpico André Heller, medalhista com a seleção brasileira de vôlei, como o mais inusitado. O vídeo em que ele relata a experiência de conversar com os jovens está disponível no canal do Espro no You Tube.

Mas os jovens da região de Campinas e dos respectivos polos também puderam acompanhar as palestras do presidente da Elektro, Márcio Fernandes, do engenheiro da Syngenta, Jefferson Brandão, do psicólogo Richard Lima, e de Daniel Luís Alves, dos Recursos Humanos do Colégio Notre Dame.

Curitiba

Em Curitiba, o Espro proporcionou aos jovens um mix interessantes de palestrantes, desde profissionais ligados a estética, blogueira de moda até CEO de grandes empresas parceiras. No total, foram 82 apresentações para 1200 jovens, entre filial e polos.

Executivos de grandes empresas deixaram suas atribuições por algumas horas em prol de contribuir com a formação dos Aprendizes do Espro. Entre eles, Márcio Vianna, CEO da TOTVS, Elaine Zanini, gerente de RH do Burguer King, Letícia Borges, gerente de negócios do McDonald’s, Ananza Castilho, gerente operacional do Itaú Personalité, e Cristiamari Carvalho, diretora executiva da Universidade Positivo.

Muito especial para a missão do Espro foi receber ainda a jovem Thalita Taís Ribeiro, de Curitiba. Ela participou do vídeo institucional em 2012 e trouxe a sua trajetória desde então para os jovens da filial da capital paranaense. A mãe de Thalita a acompanhou, comprovando o quanto a transformação que a instituição promove é latente e reconhecida no universo de cada jovem que passa pelos programas.

“O Projeto De Olho no Futuro foi um sucesso. Somos muito gratos pelos palestrantes de vários segmentos que vierem compartilhar suas histórias, carreiras e conhecimentos, agregando muito a nós e aos nossos Jovens Aprendizes”, avaliou Soraia Melchioretto.

 

Porto Alegre

Na capital gaúcha, os 193 jovens que participaram do projeto tiveram a oportunidade de assistir a 42 palestras realizadas no mesmo intervalo de tempo.

Entre os convidados, destaque para Samuel Narciso, superintendente na Raízen Combustíveis, Graciela Messa da Silva, gerente de relacionamento e capacitação na Natura, e Patrícia Soncini, gerente da Arena Porto Alegrense.

Recife

 

Em Recife e nos polos de Salvador, Fortaleza, Maceió, João Pessoa, Manaus e Belém, ocorreram 74 palestras para aproximadamente 1.000 Jovens Aprendizes da região.

Temas como Marketing, com Leonardo Lourenço, Direito e Matemática, com Jorge Assis, Negócios Internacionais, com Julius Fialho, Poesia e Escrita, com Edgar Diniz Junior, Política, com Selton Lucas da Silva, e Administração, com Vladia Moura Silva, atraíram mais a atenção dos participantes.


Superintendente do Espro fala para todo o Brasil

Por quase duas horas, superintendente do Espro, Cláudio Oliveira relatou – via Hangout (serviço de conversa instantânea pela internet)– aos jovens presentes em todas as filiais a sua carreira profissional, desde o sonho em ser jogador de futebol e a atuação em grandes empresas e universidades até a sua chegada à instituição.

“É importante que os jovens tenham uma meta e um objetivo, que possam pensar fora da caixa, e que estabeleçam prioridades para atingir aquilo que eles queiram conquistar ao longo da carreira profissional. Além disso, é preciso que não deixem de estudar. O estudo é fundamental para se criar bases para o desenvolvimento profissional”, orientou, durante a sua apresentação motivando os jovens a buscarem seus sonhos profissional e pessoalmente.

Assista ao bate papo do superintendente com os Aprendizes no canal do Espro, no You Tube, ou abaixo:

*Colaboraram com a notícia Andrea Oliveira (Porto Alegre), Mariana Mendes (Curitiba), Priscilla Oliveira (Campinas), Marco Moreira (Rio de Janeiro), William Almeida (Brasília), Leandro Pires (Belo Horizonte), Aline Santos (Recife), além de Iris Silva, Leandro Natividade e Eliana Carneiro (São Paulo)

De políticos a youtubers: veja como foi o Projeto De Olho no Futuro 2017

Diversas áreas de atuação, vivências profissionais, histórias de vida, escolhas de carreira, dificuldades, obstáculos e estratégias adotadas para superá-los, tendências do mundo do trabalho, indecisões e acertos na vida profissional.

Estas foram algumas das muitas experiências que o Espro - Ensino Social Profissionalizante proporcionou aos seus jovens durante a 9ª edição do Projeto De Olho no Futuro. Entre os dias 22 e 26 de maio, foram realizadas quase 700 palestras para mais de 420 turmas espalhadas pelo Brasil.

O evento reuniu profissionais de diversos segmentos que compartilharam com os Jovens Aprendizes muitos aspectos das suas áreas de atuação, curiosidades, realidades, entre outros temas atuais relacionados ao mundo do trabalho.

Com isso, os participantes puderam ter a oportunidade de ter um contato mais próximo com especialistas de áreas convencionais, como advogados, psicólogos, engenheiros, atrizes, jornalistas, militares, bombeiros e políticos até conhecer profissões que surgiram mais recentemente como empreendedorismo social e youtubers.

“O Espro exerce um trabalho maravilhoso que é o de oferecer uma perspectiva aos jovens que, de outra forma, poderiam ter a sua vida estacionada. Eu, por também ser uma pessoa que passou pelas mesmas dificuldades que a maior parte dos jovens, compartilho completamente com os valores e a atuação da instituição. O De Olho no Futuro colabora ainda mais para aumentar o horizonte para o jovem ter um caminho na sua vida tanto do ponto de vista pessoal quanto profissional. Por isso, gostaríamos de parabenizar o Espro por sua atuação em geral e, especificamente, por este projeto”, afirmou Edison Simoni, reitor da FECAP – Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado – e um dos palestrantes em São Paulo.

Confira como foi o projeto em cada filial do Espro clicando aqui.

Políticos

A carreira política foi um dos temas das muitas palestras que ocorreram no período. A ex-secretária de Desenvolvimento e Assistência Social Soninha Francine fez a abertura do evento em São Paulo e relatou suas experiências vividas também como professora, jornalista, palestrante, consultora, roteirista, diretora e apresentadora.

“Projetos como este são, provavelmente, a coisa mais importante e relevante que se possa oferecer aos jovens. Nada substitui um dia a dia de um trabalho, do aprendizado diário, do convívio, da aquisição de habilidades e capacidades. Mas, os participantes do De Olho no Futuro tiveram a oportunidade de parar e dedicar algumas horas a ouvir, pensar, falar, repercutir entre eles. Então, o valor de dias como estes representa o mesmo de um mês ou até de uma vida inteira. E esta experiência acaba sendo insubstituível também”, apontou Soninha.

Já o deputado federal Arnaldo Faria de Sá disse acreditar que o projeto satisfaz exatamente o que o jovem atual do país tem mais dificuldades de enfrentar: a falta de oportunidade.

“Falta para a juventude atual um guia ou caminho que o Espro proporciona com o De Olho no Futuro. Hoje em dia, os jovens são ávidos por conhecimento e por uma oportunidade. Por isso, cumprimento a instituição por criar esta possibilidade para eles buscarem um resultado. Eu comecei a vida como office boy e hoje sou um deputado com oito mandatos justamente porque eu tive uma oportunidade. Então sinto-me muito alegre em participar deste projeto”, revelou.

Já no Espro Campinas, houve a participação de Luís Yabíku, secretário do trabalho e renda da prefeitura da cidade do interior paulista.


Social

Algumas palestras do projeto apresentaram aos jovens a possibilidade de atuar profissionalmente e promover uma transformação social de maneira conjunta.

Foi o caso do jovem engenheiro Matheus Cardoso, de 22 anos e fundador do Moradigna, uma empresa que faz reformas nos imóveis e regulariza documentos dos terrenos em bairros de baixa renda de São Paulo.

 “Trouxe uma visão sobre o empreendedorismo social para que os jovens tenham uma noção sobre um novo tipo de carreira. Mostrar que não há somente profissões em empresas públicas ou corporativas. O jovem pode empreender e, ao mesmo tempo, ter um negócio social. E o impacto pode ser enorme na sociedade”, afirmou o palestrante.

 

O aspecto social também esteve presente no Espro Brasília com as palestras de Marcos Mechior, membro do Conselho Tutelar, e da assistente social da CEB – Companhia de Energia de Brasília, Stella Conceição Santos, e também no Espro Rio de Janeiro, com a exposição da pedagoga Patrícia Carvalho de Oliveira, da empresa Mobilidade Educacional.

Hangout

Na edição deste ano do Projeto De Olho no Futuro, a novidade ficou por conta da palestra via Hangout (serviço de conversa instantânea pela internet) realizada pelo superintendente do Espro, Cláudio Oliveira.

Por quase duas horas, Cláudio relatou aos jovens presentes em todas as filiais a sua carreira profissional, desde o sonho em ser jogador de futebol e a atuação em grandes empresas e universidades até a sua chegada à instituição.

“É importante que os jovens tenham uma meta e um objetivo, que possam pensar fora da caixa, e que estabeleçam prioridades para atingir aquilo que eles queiram conquistar ao longo da carreira profissional. Além disso, é preciso que não deixem de estudar. O estudo é fundamental para se criar bases para o desenvolvimento profissional”, orientou, durante a sua apresentação.

Cláudio também motivou os jovens a buscarem seus sonhos profissional e pessoalmente. Para ele, a experiência em atuar em um banco foi de grande valia para a sua formação e desenvolvimento profissional.

“Muitos Jovens Aprendizes do Espro estão desenvolvendo o seu Programa de Socioaprendizagem em uma instituição financeira. Aproveitem esta oportunidade. Eu trabalhei durante quatro anos em um banco em São Paulo e aprendi muito com os ensinamentos naquele período. Então, trabalhar em uma instituição financeira oferece uma base muito grande para o desenvolvimento de uma carreira profissional”, recomendou.

Assista ao bate papo do superintendente com os Aprendizes no canal do Espro no You Tube (ou abaixo):

Parceiros

A semana de palestras também recebeu profissionais de empresas renomadas e que são parceiras do Espro no Programa de Socioaprendizagem.

Estiveram representadas companhias como Itaú Unibanco, Santander, Bradesco, Banco do Brasil, Citibank, Papais, Polishop, Loreal Brasil, Natura, Copel, Braskem, Dow Química, Elektro, Syngenta, Phillipps do Brasil, Porto Seguro, Danone, Avon, Leo Madeiras, Mapfre, Rodonaves, Abott Laboratórios, Alcoa, Rede Record, Rede Bandeirantes, Unilever, Suhai Seguradora, Hospital Albert Einstein, entre outras.

“Este tipo de ação do Espro é muito esclarecedora aos jovens, pois proporciona uma experiência única a eles neste momento de muitas dúvidas e de decisões importantes na vida. Um projeto deste porte contribui bastante para a decisão deles sobre o futuro de suas vidas. Parabéns a todos os colaboradores da instituição que participaram deste projeto”, afirmou Alex de Paula, gerente de planejamento da companhia aérea Latam.

A PERCEPÇÃO DOS JOVENS

O Projeto De Olho no Futuro foi muito bem recebido pelos jovens e até ex-Aprendizes. Para a maioria dos participantes, conhecer comportamentos empresariais em ambientes corporativos e posturas profissionais foram de grande importância para se manterem nas suas Atividades Práticas.

“As palestras estimularam muito os jovens. Muitas pessoas no mundo do trabalho não dão credibilidade para nós, então este projeto funciona como inspiração para lutarmos por aquilo que sonhamos. Além de conscientizar bastante, o aprendizado que tivemos neste período gerou uma grande motivação e encorajamento para enfrentar as barreiras que teremos na carreira profissional”, afirmou a jovem Suelen, de 18 anos e integrante da turma 6584 do Espro São Paulo.

“O projeto foi uma ótima forma de despertar curiosidade nos jovens e nos trazer ótimos ensinamentos para as nossas vidas”, completou Barbara Tanise Tavares, da turma 6458 do Espro Belo Horizonte.

Entre os palestrantes, houve a presença de alguns ex-Aprendizes, que serviram de inspiração para os participantes desta atual edição do projeto. Na unidade FIA/Pinheiros, em São Paulo, por exemplo, a jovem Marina Lino contou sua trajetória desde o seu início no Espro até a sua efetivação no Parque da Mônica.

Já no Espro Porto Alegre, a ex-Jovem Aprendiz Eduarda Cecon retornou à unidade em que fez a sua formação para mostrar o seu atual trabalho na AGV Logística, enquanto Hudson Ramos falou sobre sua trajetória desde a Socioaprendizagem no Espro Rio de Janeiro até os dias de hoje na empresa Nextel.

 

Muito especial para a missão do Espro foi receber ainda a jovem Thalita Taís Ribeiro, de Curitiba. Ela participou do vídeo institucional em 2012 e trouxe a sua trajetória desde então para os jovens da filial da capital paranaense. A mãe de Thalita a acompanhou, comprovando o quanto a transformação que a instituição promove é latente e reconhecida no universo de cada jovem que passa pelos programas.

“Participar do Projeto De Olho no Futuro foi uma forma de eu retribuir um pouco daquilo que eu recebi quando estava na idade deles e fazendo parte do Programa de Socioaprendizagem. Foi muito gratificante, fiquei muito feliz pelo convite”, afirmou Marcelo Henrique de Souza, ex-Aprendiz do Espro e que hoje atua no banco Santander.

*Colaboraram com a notícia Andrea Oliveira (Porto Alegre), Mariana Mendes (Curitiba), Priscilla Oliveira (Campinas), Marco Moreira (Rio de Janeiro), William Almeida (Brasília), Leandro Pires (Belo Horizonte), Aline Santos (Recife), além de Iris Silva, Leandro Natividade e Eliana Carneiro (São Paulo)

Ataque do vírus ransomware a várias corporações pelo mundo requer prevenção

Um ataque de ransomware parece estar se espalhando pelo mundo, usando uma ferramenta de hacking que pode ter vindo da Agência de Segurança Nacional dos EUA. O ransomware, chamado Wanna Decryptor, tem atingido algumas grandes corporações pelo mundo, nessa sexta-feira, 12/5, derrubando parte de rede das empresas.

A CCN-CERT, da Europa, também alertou sobre um "ataque maciço", em meio a relatos de que a empresa de telecomunicações local Telefonica foi atingida.

Importante: Não abra nenhuma mensagem de conteúdo ou remetentes suspeitos, essa é uma das principais portas de entradas desses ataques.

Confira notícia recente sobre o assunto:

Sistemas de companhias telefônicas e serviços públicos foram sequestrados

Cibercriminosos exploram uma falha que ficou conhecida após o vazamento de ferramentas usadas pela Agência de Segurança Nacional, EUA

http://idgnow.com.br/internet/2017/05/12/mega-ataque-do-ransomware-wanna-decryptor-derruba-sistemas-em-todo-o-mundo/

RYLA 2016 supera as expectativas. Confira o que rolou!

Nos dias 7 e 8 de outubro, o Espro e o Rotary Club de São Paulo, representado pelo Sr. Marcio Arroyo, promoveram mais uma edição do RYLA (Prêmios Rotários de Liderança Juvenil) que aconteceu em Mairiporã/SP. O evento reuniu 37 Jovens Aprendizes de todo o Brasil, que foram selecionados por meio de ações voluntárias que realizaram durante o ano.

Os jovens chegaram na sexta-feira, no período da manhã, foram recepcionados pela equipe de monitores do evento e levados ao hotel Refúgio Vila Serrana. Para alguns jovens de fora de São Paulo, o Prêmio proporcionou-lhes viajar de avião pela primeira vez o que, por si só, já é algo bem especial para o público atendido pelo Espro. Os participantes já estavam entrosados, devido a uma comunidade online criada semanas antes para se conhecerem e apresentarem seus projetos. À noite, também puderam curtir um luau preparado especialmente para eles no hotel. 

No sábado, foram levados ao Instituto Mairiporã Thomas Cruz, onde foram recebidos pelo presidente do Rotary Club São Paulo, Oswaldo Paulino Filho, e tiveram as seguintes palestras: 

- Recuperação ambiental hoje, sustentabilidade para o futuro – Profª. Drª. Rose Mary Reis Duarte

- Brasil: um país em construção - Profª. Drª. Regina Célia Faria Amaro Giora

- Ansiedade e Estresse – Nara Lúcia Poli Botelho

- Liderança, cidadania e sustentabilidade – Lívio Giosa

- Ética: obediência às leis, nossa segurança – Dr. Francisco Carneiro de Souza

- Novas tecnologias proporcionando novas oportunidades – Javier Sánchez Casademunt

- Rotary – Marcio Arroyo

- Maconha: a favor ou contra? – Dr. Ivan Mário Braun

A Profª. Drª. Regina fez sucesso com os jovens e foi aplaudida de pé. Ela afirma que o retorno positivo desse público se dá a partir da metodologia que usa. Com uma linguagem acadêmica, porém simples, ela consegue estimular a imaginação dos jovens e atender às expectativas da turma. “Meu repertório foi construído com trabalho, frustrações, conquistas e lições de vida. Usar experiências como exemplo os faz enxergar que mudanças fazem parte do processo natural da vida e a construção dessas experiências exige dedicação”, disse. 

Claudio Oliveira, superintendente Executivo do Espro, também esteve presente no evento. "Nossa motivação diária é dar aos jovens do Espro oportunidades que agreguem valor em suas vidas, e o projeto RYLA é um deles. Ele desperta o interesse dos jovens tanto para a busca de novos conhecimentos e profissões como para a conscientização ao voluntariado e à cidadania plena."

Os jovens também visitaram o Museu de Arqueologia Industrial Thomaz Cruz e o Museu de Ciências e Artes do Instituto Mairiporã.

Novo momento para o projeto no Espro

Fazer um texto um pouco o histórico da Juliana Santos que tocava (pois era a representante do Rotary aqui junto aos jovens Rotaract e Interact), esteve no último ano sob a responsabilidade da Educação Matriz e que agora o RYLA está sob uma nova área responsável com o estabelecimento do novo formato do Socioeducacional...

Conversar com as meninas que cuidaram para falar um pouco de como foram os bastidores e que este ano teve site, além do grupo Face que citou acima e etc...

 

De norte a sul, premiados satisfeitos, engajados e gratos

“O que eu mais gostei foi conhecer jovens de outros Estados e saber que há tantos outros projetos incríveis para ajudar a construir uma sociedade mais justa e igual” - Luciano Junio Alves de Souza, de Belo Horizonte.

“O RYLA foi uma experiência inspiradora, pois é uma troca de conhecimentos culturais e de vivência. Todos nós temos os mesmos sonhos e é bom saber que não estamos sozinhos nessa busca.” - Carolina Cardoso Arana, de São Paulo.

“As palestras nos agregaram valor e conhecimento. Muitas vezes, a gente conhece o assunto, mas não com tanta profundidade como o palestrante nos apresenta.” – Kleiton Eduardo Caibal, de Curitiba.

 “Está sendo fantástico, pois estou crescendo culturalmente e quebrando algumas barreiras pessoais. A paisagem e a riqueza nos detalhes também me fascinaram.” - Giovanna Cardoso Isabel, de Campinas.

“Este é um incentivo para que o espírito solidário tenha continuidade em nossas vidas. É fazer um trabalho e ser reconhecido com um evento tão rico como este.” - Debora Peron Barbosa Silva, do Rio de Janeiro.

“Achei tudo muito incrível, desde a integração, o acolhimento dos monitores, a infraestrutura. Dá pra ver que foi feito com muito carinho. E ter um espaço para troca de experiências com outros jovens foi bem legal também.” - Thais Cristine Montenegro Fonseca, do Recife.

“Sou muito grato por ter sido escolhido para participar do RYLA. Ter palestras com pessoas que têm experiência de mercado e visão de mundo é uma oportunidade inestimável.” - Julio Cesar Caetano Folha, de Brasília.

 

 

 

Série Direitos do Jovem Aprendiz: Marcação de Cartão de Ponto

Não serão descontadas nem computadas, como jornada extraordinária, as variações de horário no registro de ponto não excedentes a 5 minutos, observado o limite máximo de 10 minutos diários.

Assim, variações de 5 minutos, observado o limite máximo de 10 minutos diários não são computados como atraso ou jornada extraordinária e também não caracterizam compensação de jornada. (artigo 58 da CLT).


Quer saber mais sobre o Programa Jovem Aprendiz? Clique aqui.

Fim do conteúdo (Clique neste link para voltar ao início do conteúdo) Voltar ao topo da página (Menu principal)