Espro - Ensino Social Profissionalizante

Educa, Transforma, Inclui.

São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174

  • São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174
  • Rio de Janeiro Tel. 21 3513-6400
  • Belo Horizonte Tel. 31 3506-1900
  • Curitiba Tel. 41 3075-2750
  • Recife Tel. 81 3424-8166
  • Brasília Tel. 61 3226-1512
  • Campinas Tel. 19 3722-0004
  • Porto Alegre Tel. 51 3085-5707
Início do conteúdo

19/Dez - 8 erros de gestão fatais para sua empresa

Saiba qual são os fatores que podem transformar a sua empresa rentável em uma empresa com descredito

Crescer e se transformar é preciso e claro, o objetivo. Porém, sabemos que crescer sem um planejamento prévio é bem mais difícil, isso se não for impossível. Gestores que desejam expandir os seus negócios em 2015 precisam se preparar para encarar as mudanças necessárias que virão por aí. “Se profissionalizar e mudar estrategicamente é estar pronto para crescer”, afirma André Miotto, consultor de negócios e sócio-diretor da AMX Soluções em Gestão Integrada.

Segundo Miotto, “a lição de casa tem de ser feita de maneira pragmática e compartilhada, envolvendo ideias e atitudes de todos os membros da equipe de liderança da empresa”.

Confira abaixo as 8 principais falhas apontadas pelo especialista:

1. Crie um plano de negócios, mantenha um planejamento estratégico e faça uma análise mercadológica.

Estas são três ferramenas essenciais para gerar um controle nas atividades da equipe, abrangendo os âmbitos econômico, administrativo e comercial da empresa, podendo, inclusive, serem utilizadas como instrumentos de solicitação de crédito ou para a entrada de sócios e investidores, uma vez que elas dão mais credibilidade e profissionalismo.

2. Não contrate amigos ou membros da família ao invés de profissionais mais adequados.

Estabeleça os pré-requisitos para cada cargo e função. Para isso, tome como base análises racionais e mercadológicas, levando em conta as competências necessárias para o cumprimento das tarefas. Segundo o especialista, "coleguismo" e família sem preparo pode ser um “tiro no pé” para a empresa.

3. Não misture as contas e receitas da empresa com as dos sócios.

Misturar as despesas da empresa com as pessoais torna impossível realizar uma análise dos custos da empresa, o que - por sua vez -  gera uma aplicação incorreta de preço nos produtos e serviços oferecidos.

4. Não tome decisões sem informações precisas, principalmente as financeiras.

Você precisa saber exatamente qual o custo operacional da sua empresa, área por área, departamento por departamento. Essas informações são de extrema importância para definir o preço de venda correto dos produtos e políticas de descontos. Por isso, é necessário detalhar as despesas fixas e variáveis, tanto das receitas quanto dos investimentos.

5. Estabeleça prazos para os gestores, líderes e membros das equipes.

Definir prazos para e tarefas para sócios, gestores, líderes e membros é uma atividade de extrema importância. De acordo com o especialista, deve-se, por exemplo, eliminar o emprego do gerúndio (“estou terminando”, “estou providenciando”, “estou analisando”).

Contas têm data fixa para pagamento e, quando não executadas, podem atrasar toda uma cadeia, influenciando a receita final da empresa.

6. Não retarde decisões.

Tenha em mentr que prorrogar uma decisão irá aumentar o problema e comprometer o processo de mudança, mais ainda se essas decisões envolverem mudanças de procedimentos, demissões, suspensão de operações, aumento no investimento, entre outras. "Se uma decisão precisa ser tomada, tome!", orienta Miotto.

7. Não dependa de funcionários, fornecedores ou clientes.

A dica da vez é: a dependência traz riscos muito significativos para a empresa. Por isso, treine dois funcionários com o mesmo conhecimento nas atividades principais, assim, caso um deles saia da equipe, sua empresa não será prejudicada. O mesmo serve para os fornecedores: construa relacionamento com, no mínimo, dois fornecedores da mesma área.

8. Não dê ouvidos a soberba e a prepotência organizacional.

É de extrema importância levar em consideração a opinião de sócios, funcionários, clientes e fornecedores, além de se atualizar de forma continua, através do networking, consultorias e treinamentos.

Fonte: Administradores.com

19/Dez - Saiba quais são as 40 empresas que mais respeitam o consumidor no Brasil

Saiu a lista com as 40 empresas que mais respeitam o consumidor e tem parceiros do Espro – Ensino Social Profissionalizante em destaque.

Em 2014, a Volvo foi a empresa que mais respeitou os consumidores no Brasil, segundo ranking da Shopper Experience, elaborado em parceria com o Centro de Inteligência Padrão.

O estudo considerou 10.308 avaliações de 1.718 entrevistados em diferentes regiões do país, coletadas durante o mês de setembro. Eles foram convidados a avaliar até seis segmentos com os quais tiveram contato nos seis meses anteriores.

Com base no total de respostas, cada companhia recebeu uma pontuação. Em casos de empate, o critério utilizado para forma o ranking foi a quantidade de "notas 10" recebidos por cada uma delas.

De acordo com o levantamento, o que mais define uma empresa que respeita o cliente é oferecer produtos de boa qualidade (resposta dada por 23% dos pesquisados).

Em seguida aparece ter funcionários solícitos, disponíveis e ágeis em qualquer canal de contato (16%), fornecer serviços de qualidade (12%), ter agilidade em qualquer canal de contato (9%), ter produtos variados e lançamentos no portfólio (9%) e manter preços atrativos (9%).

Confira a lista:

1. Volvo Cars

2. Honda

3. Whirlpool

4. Porto Seguro

5. Natura

6. BMW

7. Audi

8. Philips (Walita)

9. Apple

10. General Motors

11. Netshoes

12. SulAmérica

13. Johnson & Johnson

14. Sadia

15. Arno

16. Tigre

17. O Boticário

18. BR Home Centers (Tend Tudo)

19. Cassol Centerlar

20. Riachuelo

21. Hering

22. Multicoisas

23. P&G

24. Volkswagen

25. Danone

26. Alelo

27. Samsung

28. Nestlé

29. Saraiva

30. Medley

31. Zaffari

32. Hyundai

33. Amanco

34. Perdigão

35. Panasonic

36. HP

37. Zara

38. Yoki

39. Mercedes-Benz

40. Alpargatas

Fonte: Exame

 

18/Dez - Espro apoia o programa Amigo do Seguro

O Espro Rio de Janeiro possui mais uma parceria na inserção de jovens no mundo do trabalho, a Funenseg – Escola Nacional de Seguros.  A parceria acontece por meio do projeto Amigo do Seguro, uma ação de responsabilidade social criada para dar oportunidade de qualificação profissional a jovens, entre 16 e 20 anos, que estiverem cursando o Ensino Médio em escolas públicas. 

O Espro auxilia na triagem dos jovens e na organização das formaturas. Como a instituição possui uma grande quantidade de empresas parceiras na área de seguros, estes jovens, após a finalização do curso, são encaminhados para a área de Triagem e Encaminhamento do Espro, podendo ser selecionados para vagas do programa Jovem Aprendiz.

 

A cerimônia de formatura dos alunos 2014 do programa Amigos do Seguro aconteceu na quarta-feira, dia 17 de dezembro, na unidade Rio Branco da Funenseg.

19/Dez - Coral do Espro faz a festa no Theatro Municipal

Com diversos grupos das unidades Formação Profissional para o Mundo do Trabalho e Programa Jovem Aprendiz, o Coral do Espro incentiva a criatividade e desenvolvimento de habilidades artísticas

O maestro Jaconias Rodrigues ministra aulas uma vez por semana nas unidades onde acontece o curso gratuito de Formação Profissional para o Mundo do Trabalho: Abrace Seu Bairro, André Franco Vive - Jd. Abril, Itaguassu, Lar Sírio e Instituto São Judas. 

A presença em cerimônias de encerramento dos Programas de Aprendizagem do Espro faz parte do projeto de ampliar a atuação do Coral do Espro. Os jovens se apresentam também fora da instituição.

Aproveitando o clima natalino, o Coral do Espro – Ensino Social Profissionalizante se apresentou dia 17 de dezembro de 2013, a partir das 11h45, nas escadarias do Theatro Municipal de São Paulo, que contou com uma cobertura ao vivo de duas emissoras, TV Cultura, Rede Globo e uma matéria com a RIT TV. 


Os 350 componentes do Coral são das turmas de Formação Profissional para o Mundo do Trabalho e Programa Jovem Aprendiz e foram regidos pelo maestro Jaconias Rodrigues – o profissional que ministra as aulas de canto nas Oficinas de Arte do Espro. Entre as músicas cantadas, Então é NatalFeliz Navidad e Um Sino Feliz.

A novidade deste ano é que, durante a apresentação no Theatro, jovens da instituição distribuiram balões para que os transitantes pudesem soltá-los após escreverem o que desejam para 2015 em um pedacinho de papel anexado à bexiga. 

A instituição reconhece a importância para o jovem em desenvolver atividades culturais e estimula a criatividade de forma integrada e multidisciplinar.


01/Dez - Jovem deve ousar desde o início da carreira

Por Célio Antunes*

O medo de pensar diferente limita a criatividade e inovação no mercado brasileiro. Não à toa que o relatório “Empreendedorismo no Brasil”, realizado pela Global Entrepreneurship Monitor, em parceria com o Instituto Brasileiro de Pesquisa e Qualidade e o Sebrae, mostra que poucos empreendedores no país apresentam novidades. Apenas 1,2% daqueles que comandam o próprio negócio possuem produtos ou serviços considerados novos para algumas pessoas. 

Os dados reforçam uma prática comum e que atinge não só profissionais formados e gabaritados, mas principalmente jovens em início de carreira e que ainda estão na universidade. Muitos deixam os próprios sonhos de lado em busca de seguir o roteiro pré-estabelecido no mundo dos negócios para tentar atingir o sucesso na carreira. Em vez de se aventurarem e aprenderem, focam os esforços em uma parte específica da atuação, limitando ainda mais a visão no processo e perdendo a chance de adquirirem mais conhecimento. 

Mas é justamente no início da carreira que o profissional precisa perder o medo de fugir do lugar comum. O funcionário precisa se colocar à disposição da empresa e ter a disposição para realizar várias funções ao mesmo tempo. O trabalho é dobrado, sem dúvida, mas garante um excelente aprendizado e uma visão ampla do negócio que ele decidiu seguir, ampliando as possibilidades desta empreitada. 

Ao fazer o diferente, o jovem sentirá aquele brilho nos olhos que os profissionais precisam ter hoje em dia. Ao participar ativamente de todos os processos da sua empresa, ele adquire uma bagagem muito grande para os desafios do mercado de trabalho. E, mais importante do que isso, terá a confiança necessária para superar obstáculos e ajudar a companhia a conquistar os melhores resultados. É esse o perfil mais desejado pelos empresários hoje em dia. 

Em um mercado em que as buscas por emprego são concorridíssimas, o profissional que tem visão do todo, entende bem cada etapa do processo produtivo. Cada vez mais as corporações valorizam o colaborador que sabe o que está fazendo, conhece os motivos e consegue planejar e pensar lá na frente, ampliando a geração de bons resultados. 

Seguindo as mesmas ideias e conceitos já estabelecidos, o jovem apenas reproduz o padrão e não consegue se diferenciar dos demais. Ao fazer o diferente, ele tem a oportunidade de dar o primeiro passo para realizações grandiosas no futuro. 

*Célio Antunes é fundador e presidente do Grupo Educacional Impacta e autor do livro Carreira 360°.

Fim do conteúdo (Clique neste link para voltar ao início do conteúdo) Voltar ao topo da página (Menu principal)