Espro - Ensino Social Profissionalizante

Educa, Transforma, Inclui.

São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174

  • São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174
  • Rio de Janeiro Tel. 21 3513-6400
  • Belo Horizonte Tel. 31 3506-1900
  • Brasília Tel. 61 3226-1512
  • Curitiba Tel. 41 2107-0500
  • Recife Tel. 81 3424-8166
  • Salvador Tel. 71 3027-5023
  • Campinas Tel. 19 3722-0004
  • Porto Alegre Tel. 51 3085-5707
Início do conteúdo

2ª Semana Nacional da Aprendizagem oferece contratação formal para combater o trabalho infantil

Entre os dias 12 e 16 de maio, vai acontecer a 2ª Semana Nacional de Aprendizagem, realizada em conjunto pela Justiça do Trabalho, o Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), em todas as capitais e sedes dos 24 Tribunais Regionais do Trabalho do país. Este ano, o foco do programa será o Combate ao Trabalho Infantil. 

Durante o período, os Jovens Aprendizes do Espro em Brasília vão participar de lançamento de iniciativa global 100 milhões por 100 milhões, uma ação que visa mobilizar 100 milhões de pessoas para lutar pelos direitos de 100 milhões de crianças que vivem na extrema pobreza, sem acesso à saúde, educação e alimentação, em situação de trabalho infantil e completa insegurança.

Com a campanha #ChegaDeTrabalhoInfantil, a ação busca conscientizar empresas, sindicatos e instituições sobre o cumprimento da Lei de Aprendizagem, que exige que empresas de médio e grande porte devem ter no seu quadro de funcionários uma porcentagem de 5% a 15% de Jovens Aprendizes. 

No Brasil, o trabalho é proibido antes dos 16 anos, salvo na condição de Aprendiz, a partir dos 14. Assim, a Socioaprendizagem é uma das maneiras de se enfrentar a precariedade do trabalho infantil e combinar educação e qualificação no trabalho, permitindo que os jovens tenham garantias trabalhistas, segurança e remuneração justa.

“O Programa de Socioaprendizagem é um estímulo à educação, pois para participar dele, o jovem deve estar matriculado. Além disso, os jovens têm garantidos todos os direitos trabalhistas. Com isso, é uma forma de qualificação e combate ao trabalho infantil”, afirma Mariana Rocha, gerente regional do Espro. 

A agenda de lançamento da iniciativa também contará com audiências públicas na Câmara dos Deputados, e com a participação do Nobel da Paz, Kailash Satyarthi, e da relatora da ONU para a Educação, Kombou Boly Barry. 

Serviço:

Dia: 13 de junho

Horário: 17h30

Local: Procuradoria-Geral do Trabalho

Auditório do Centro Empresarial CNC – 2º subsolo

SAUN – Quadra 05, lote C, torre A, Brasília/DF

 

Espro faz parceria com prefeitura do Recife para lançar novo curso gratuito

O Espro Recife acabou de efetivar uma parceria com a prefeitura da capital pernambucana para a realização de turmas de Formação para o Mundo do Trabalho para os participantes no programa ACESSUAS – Trabalho da Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Política sobre Drogas e Direitos Humanos. O projeto se propõe a desenvolver ações voltadas para a garantia de direitos e cidadania das pessoas em situação de vulnerabilidade social.

A primeira etapa do processo consistiu em uma entrevista social, realizada pela equipe multidisciplinar do Espro, para identificar o perfil socioeconômico e profissional dos participantes.

Com início para o dia 29 de maio, o curso terá carga horária de 100 horas e é voltado para adolescentes entre 14 e 17 anos. Tem o objetivo de despertar nos jovens o espírito empreendedor e posturas compatíveis às atuais exigências do mundo corporativo.

Nele, os participantes aprendem técnicas administrativas, rotinas organizacionais, marketing pessoal, além de temas como cidadania, ética, comunicação e lógica.

Segundo Marcela Toledo, gerente regional do Espro, o conteúdo didático é uma excelente oportunidade para que os jovens possam aperfeiçoar-se e concorrer mais adequadamente às vagas que o mercado oferece. “Os jovens chegam tímidos e inseguros. Conforme o decorrer do curso, eles começam a descobrir suas habilidades, melhoram a comunicação e aprendem a trabalhar em equipe”, afirma.

Cerca de 60% dos jovens preparados pelo curso gratuito do Espro são incluídos no mundo do trabalho. Com esta formação, os participantes aumentam significativamente as chances de conseguir uma vaga no mundo corporativo, inclusive como Jovem Aprendiz em empresas parceiras da instituição, por exemplo.

Quais são as formas de contratação de Aprendizes?

A contratação de Aprendizes deve ser efetivada diretamente pela empresa na qual se realizará a Aprendizagem prática ou pelas Entidades sem Fins Lucrativos, que tenham por objetivo a assistência ao adolescente e a educação profissional, registradas no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, a qual ficará encarregada de ministrar o curso de Aprendizagem (artes. 430 e 431 da CLT).

 

Quer contratar? Clique aqui. 

 

O que significa co-responsabilidade entre o Espro e a Empresa Parceira no programa de Aprendizagem?

12 de abril de 2017.

Nas atividades práticas, o Aprendiz está sob responsabilidade e sob as orientações da Empresa Colaboradora que deve designar formalmente um monitor, ouvida a entidade qualificada em formação técnico-profissional metódica, responsável pela coordenação de exercícios práticos e acompanhamento das atividades do Aprendiz na empresa, de acordo com o programa de Aprendizagem (art. 23, § 1º, do Decreto nº 5.598/05).

Durante a Aprendizagem teórica do Jovem, o Espro é responsável integralmente pelo Aprendiz.

Assim, a Empresa Parceira e o Espro são co-responsáveis pelo desenvolvimento profissional do Aprendiz e por zelar pela sua integridade física, moral e psicológica. Ambos devem criar condições para a efetivação plena da Aprendizagem, respondendo cada qual em seu âmbito de atuação.

Quer contratar um Jovem Aprendiz? Entre em contato, clique aqui.

Coral de Jovens se apresentam pelo 6º ano consecutivo no Theatro Municipal

O Coral dos Jovens do Espro – Ensino Social Profissionalizante – vai animar o Centro de São Paulo com interpretações de músicas natalinas nas escadarias do Theatro Municipal. O evento será no próximo dia 22, quinta-feira, a partir das 11h30, e contará com a participação de 200 jovens de 15 a 22 anos integrantes dos programas de Formação para o Mundo do Trabalho e Jovem Aprendiz da instituição.

A plateia será recepcionada com as famosas músicas de Natal, como Sino Feliz, Jesus Cristo, Feliz Natal, Não custa nada e Dentro de um abraço, da banda mineira Jota Quest. Além da execução das famosas canções natalinos, haverá também a tradicional soltura de balões de gás para homenagear a data comemorativa.

“O Espro sempre tem a preocupação em oportunizar aos jovens ações e atividades que possam agregar na sua formação. As atividades do Coral, além de despertar o jovem para as questões culturais e artísticas, oferecem alegria e satisfação pelo reconhecimento do público, melhora a autoestima e traz segurança e sentimento de valorização”, aponta Margareth Gouveia Pinto, gerente do Espro São Paulo.

Sob regência do maestro Jaconias Rodrigues, o Coral do Espro faz parte do projeto Oficinas de Arte e Cultura que oferece aulas gratuitas de canto, dança, música, interpretação e percussão corporal para os jovens em situação de vulnerabilidade social, com intuito de estimular a formação cultural e ampliar seus conhecimentos.

Mais do que ensinar a interpretar canções, a atividade também é uma ferramenta para se trabalhar respiração, entonação de voz, postura, entre outros pontos importantes que podem contribuir com o desempenho destes jovens no ambiente corporativo, desde como se comportar em uma apresentação de trabalho, comunicar-se com os demais, controlar a ansiedade, entre outros. 

 
Fim do conteúdo (Clique neste link para voltar ao início do conteúdo) Voltar ao topo da página (Menu principal)