Espro - Ensino Social Profissionalizante

Educa, Transforma, Inclui.

São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174

  • São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174
  • Rio de Janeiro Tel. 21 3513-6400
  • Belo Horizonte Tel. 31 3506-1900
  • Brasília Tel. 61 3226-1512
  • Curitiba Tel. 41 2107-0500
  • Recife Tel. 81 3424-8166
  • Salvador Tel. 71 3027-5023
  • Campinas Tel. 19 3722-0004
  • Porto Alegre Tel. 51 3085-5707
Início do conteúdo

Rotary e Espro promovem mais uma edição do RYLA

A cidade de Mairiporã, no interior de São Paulo, foi sede da edição 2017 do RYLA - Rotary Youth Leadership Awards (Prêmio Rotário de Liderança Juvenil), prêmio internacional de Liderança Juvenil que o Rotary Club, em parceria com o Espro, promoveu nos dias 28 e 29 de outubro.

O RYLA é uma das iniciativas do Rotary para o treinamento de jovens. O programa é um prêmio para os participantes que tiveram seus projetos sociais indicados pelo Espro e que se destacaram, principalmente, quanto aos aspectos de potencial liderança e criatividade.

Durante o ano, jovens de diversas regiões do Brasil desenvolveram ações sociais que impactaram uma ONG, comunidade ou sociedade como um todo. E, nesta edição, 37 Jovens Aprendizes do Espro tiveram seus projetos indicados por todas as filiais da instituição para a participação de um final de semana inteiro com palestras sobre liderança, entre outros temas.

 

“Anualmente, realizamos este projeto que é uma premiação para incentivar cada vez mais e despertar o ensejo de liderança profissional na juventude. Pretendemos proporcionar a eles uma bagagem maior no exercício de suas profissões no futuro e que tenham condições de se tornarem mais acessíveis e terem um tratamento mais humano para poderem realmente exercer uma aglutinação e, assim, despertar interesse nos demais componentes para que exerçam a liderança profissional no futuro de suas vidas”, afirmou Oswaldo Siciliano, presidente do Rotary Club de São Paulo.

Entre os objetivos do RYLA, estão a demonstração do respeito e a preocupação do Rotary com a juventude, a capacitação dos jovens a desenvolver o papel de líderes de maneira responsável e eficaz, o incentivo à liderança contínua e significativa de jovens por outros jovens, além de homenagear publicamente jovens que prestam serviços à comunidade.

“Acredito que é muito importante um prêmio como este. É uma necessidade aproximar os jovens do Espro com a família rotária, pois são os mesmos objetivos, os mesmos planos, as mesmas ações, que é o servir à humanidade. É para isso que o Rotary existe e isso que o Espro possibilita aos jovens. A gente fica muito feliz com este evento, com este prêmio, com este momento, com este espaço, que é um local de visibilidade e de informação, principalmente”, acrescentou Oto Leite Coutinho, presidente do Rotaract Club.

MAIOR PARTICIPAÇÃO

O Espro acredita e investe no RYLA como um programa que visa à capacitação profissional dos jovens e como uma oportunidade de eles discutirem, aprenderem e praticarem habilidades de liderança e cidadania, bem como proporcionar o crescimento pessoal.

Prova disso é que, neste ano, inclusive, houve uma participação ainda maior dos jovens e das filiais do Espro no programa. Em 2017, tivemos um crescimento aproximado de 37% no número de jovens que participaram do RYLA, aumentando de 187 inscritos em 2016 para 257 na atual edição.

No total, foram 191 projetos que foram realizados pelos jovens ao longo deste ano, sendo que a maior parte pertenceu ao Espro Belo Horizonte, com 60 ações sociais apresentadas e analisadas.

“Foi minha primeira participação no RYLA, um projeto desenvolvido pelo Rotary e executado pelo Espro com muito esmero e carinho. Fiquei emocionada ao ver jovens de todo Brasil reunidos e podendo ter um momento único de uma rica troca de conhecimentos e experiências com os palestrantes e temas tão bem escolhidos. Que venha 2018”, completou Kelly Cotosck, gerente da área Socioeducacional.

JOVENS DO ESPRO

Os jovens vencedores do RYLA chegaram a Mairiporã na sexta-feira e levados a um hotel na cidade. Já no sábado, foram conduzidos ao Instituto Mairiporã Thomas Cruz, onde foram recebidos pelo presidente do Rotary Club São Paulo, Oswaldo Siciliano, pelo coordenador geral do projeto no Rotary, Márcio Arroyo, e pelo superintendente geral do Espro, Claudio Oliveira.

Durante o final de semana, os ganhadores puderam assistir às palestras de temas como “Recuperação ambiental hoje, sustentabilidade para o futuro”, “Brasil: um país em construção”, “Liderança, Cidadania e Sustentabilidade”, “Novas Tecnologias proporcionando Novas Oportunidades”, e “Maconha: a favor ou contra?”.

Houve ainda visitas aos museus de Arqueologia Industrial Thomaz Cruz e de Ciências e Artes de Instituto Mairiporã.

“Gostei muito do local do evento, que era bem grande e bonito, além da hospedagem muito confortável que tivemos no hotel. No entanto, com certeza, o mais interessante destes dias foi conhecer os outros jovens ganhadores do prêmio e seus respectivos projetos. Foi uma troca de experiência muito rica para todos os participantes. Além disso, as palestras sobre a futuras tecnologias foram as que mais me chamaram a atenção”, afirmou Arthur Camara Gomes, de 21 anos, um dos ganhadores do RYLA pelo Espro Rio de Janeiro.

Ele foi indicado ao RYLA por desenvolver o “Projeto Gringo”, no qual foi aplicado na região de Cabo Frio, no Estado do Rio de Janeiro, um sistema de ensino voluntário da língua espanhola.

Já Bruna Marquesini e Barbara de Pereira Godoi foram escolhidas pelo Espro Campinas por realizarem um projeto chamado “Todos por Um”, no qual o objetivo é de arrecadar mechas de cabelo, por meio de parcerias com cabeleireiros locais, para transformá-las em perucas e, assim, doarem a uma instituição de Jundiaí.

Segundo as idealizadoras do projeto, a proposta também foi levar alegria e levantar a autoestima das pessoas que perderam o cabelo. As jovens desempenharam com maestria a liderança e protagonismo juvenil, características chave do Projeto RYLA.

“Durante a premiação, além das palestras de sustentabilidade, liderança, cidadania e tecnologia que foram importantes para o nosso crescimento profissional e pessoal, pude conhecer outros diferentes projetos, todos com objetivos excelentes. Isso me fez acreditar que o mundo não está perdido e que ainda existem pessoas dispostas a ajudar ao próximo. E ainda que seja com atitudes pequenas, podemos ser todos os dias um pontinho de esperança para alguém, como foi citado no evento. Obrigada por nos proporcionar esse final de semana especial em nossas vidas”, afirmou a jovem Bruna Marquesini, de 23 anos, que foi uma das vencedoras do RYLA pelo Espro Campinas.

O projeto “Movidos pelo Bem” também esteve entre os vencedores do prêmio pelo Espro São Paulo. Criada pelos jovens Paulo Ricardo de Oliveira, de 19 anos, e Paula Renata de Abreu Pereira, de 20 anos, a iniciativa propõe uma ajuda para 20 famílias de uma comunidade chamada Chácaras Reunidas, um lugar de vulnerabilidade social muito grande em São José dos Campos.

“O objetivo do projeto foi a transformação das pessoas e a também da comunidade. Por isso, buscamos parcerias com profissionais da área de reciclagem para transformar e conscientizar os moradores daquele local para que esta atividade vire uma fonte de renda. Queremos realmente deixar uma marca. Além de fazer a causa, como entregar cestas básicas, fazer um dia diferente para as crianças, queremos mostrar a eles que, por meio da Educação, podem mudar e sair daquela condição. A vida é um processo de mudança e queremos implantar isso no local. Queremos dar continuidade no projeto e até expandi-lo para outras comunidades”, explicou Paulo Ricardo.

Confira todos os jovens vencedores do RYLA 2017:

Fim do conteúdo (Clique neste link para voltar ao início do conteúdo) Voltar ao topo da página (Menu principal)