Espro - Ensino Social Profissionalizante

Educa, Transforma, Inclui.

São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174

  • São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174
  • Rio de Janeiro Tel. 21 3513-6400
  • Belo Horizonte Tel. 31 3506-1900
  • Brasília Tel. 61 3226-1512
  • Curitiba Tel. 41 2107-0500
  • Recife Tel. 81 3424-8166
  • Salvador Tel. 71 3027-5023
  • Campinas Tel. 19 3722-0004
  • Porto Alegre Tel. 51 3085-5707
Início do conteúdo

Espro conscientiza jovens com campanha "Setembro Amarelo"

No último mês de setembro, o Espro reuniu em São Paulo cerca de 4.500 jovens para participarem da campanha “Setembro Amarelo”, ação que tem como objetivo a conscientização sobre a prevenção do suicídio e a importância da valorização à vida.

Entre os dias 18 e 22, as unidades do Espro em São Paulo proporcionaram aos participantes a Semana Espro de Valorização à Vida, com palestras e orientações sobre temas relacionados ao assunto, como os transtornos emocionais como a ansiedade e depressão.

Segundo a palestrante Camila Martins, psicóloga do Espro, a principal mensagem aos jovens foi que as ações preventivas contra o suicídio não devem se restringir ao “Setembro Amarelo”, devendo ser contínuas e fazer de todas as pessoas ao redor deles um agente em potencial.

“Foi possível proporcionar aos jovens inseridos no Programa de Sociaprendizagem a oportunidade de melhor se aprofundarem sobre o assunto e suas polêmicas estatísticas, enfatizando a importância em trabalhar com as formas de prevenção e empatia, uma vez que o assunto se torna difícil de ser abordado. Por meio desta ação, foi possível trabalhar de forma positiva a construção de redes saudáveis, troca de gentilezas, empatia, reflexão e ressignificação de histórias”, afirmou Camila.

Durante o período, os Aprendizes participaram ativamente da campanha, com apresentações artísticas entre as palestras e promoveram até um abraço coletivo entre todos os presentes no evento.

“Nada melhor do que falar com os jovens sobre este assunto. Nesta fase da adolescência, há sempre a presença das questões hormonais, biológicas e dos conflitos familiares. Então, quisemos tocar neste assunto para o jovem entender que estes momentos emocionais na adolescência são naturais, são típicos deste período da vida. E o mais importante: que o jovem tenha consciência disso, que compartilhe este conhecimento com famílias e amigos, e saiba também que o Espro também cuida dele e que está antenado com o que está acontecendo”, completou Margareth Pinto, gerente do Espro São Paulo.

Os jovens também apontaram a Semana Espro de Valorização à Vida como uma importante atividade para sentirem felicidade e bem-estar durante o período.

“Isso deveria ser feito todos os dias para a gente perceber como simples atos deixam as pessoas mais felizes e mais bem consigo mesmas. Por eu já ter passado por coisas complicadas em minha vida e ter conseguido superar, foi superimportante o que aconteceu aqui. Emocionei-me muito e sei que muitos jovens também se emocionaram. Uma palavra amiga, um abraço, um beijo no rosto ou um elogio, tudo faz diferença”, afirmou Camila Regina, da turma 7189 e Jovem Aprendiz no Itaú Unibanco.

“Suicídio é algo muito sério, principalmente, para os jovens que, quando estão com qualquer problema, já pensam ‘e se eu simplesmente desistisse de tudo?’. Então, a palestra ajudou muito a pensar sobre isso. Ajudou a mostrar que você é importante, que você é amado independentemente da situação ou do problema que está passando. Espero que as pessoas que saíram de lá, assim como eu, puderam se sentir amados”, finalizou Anna Júllia Silva de Assis, da turma 6758.

Fim do conteúdo (Clique neste link para voltar ao início do conteúdo) Voltar ao topo da página (Menu principal)