Espro - Ensino Social Profissionalizante

Educa, Transforma, Inclui.

São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174

  • São Paulo (Matriz) Tel. 11 2504-1174
  • Rio de Janeiro Tel. 21 3513-6400
  • Belo Horizonte Tel. 31 3506-1900
  • Brasília Tel. 61 3226-1512
  • Curitiba Tel. 41 2107-0500
  • Recife Tel. 81 3424-8166
  • Salvador Tel. 71 3027-5023
  • Campinas Tel. 19 3722-0004
  • Porto Alegre Tel. 51 3085-5707
Início do conteúdo

Espro São Paulo integra mais de 3 mil jovens com “O Espro que eu vejo”

Durante os meses de junho e julho, o Espro São Paulo desenvolveu o projeto “O Espro que eu vejo”, cujo objetivo foi estimular a integração entre os jovens e gerar a oportunidade dos participantes expressarem como avaliam a nossa instituição.

O projeto contemplou as unidades Centro I (Fecap Largo São Francisco e Itaguassu), Centro II (Fecap Liberdade e Guarulhos) e Unidade Sul (Sumaré, Osasco, Fia/Pinheiros, Santos e São José dos Campos). Ao todo, foram mais de 3.300 jovens envolvidos nas atividades.

Com a atividade, o Espro São Paulo pôde estimular nos participantes a capacidade criadora e a apropriação da linguagem escrita, da linguagem artística e suas respectivas importâncias no processo de comunicação, além de fomentar o gosto pela leitura e pelo uso da norma culta da língua portuguesa.

“O projeto também foi fundamental para a interação dos jovens com as outras turmas. Com isso, pudemos analisar o empenho e a preocupação de cada um para executar os trabalhos. Foi uma semana que envolveu diversos talentos e mostrou a mudança grandiosa que o Espro fez na vida de cada jovem”, afirmou Anna Carolina Oliveira de Sousa, da turma 6507 da unidade Sul (Sumaré).

Por meio de uma exposição artística e cultural (música, teatro, cartazes, murais de post-it, danças, saraus, paródias, cartas ao Espro, livro de histórias em quadrinhos, colcha de retalhos, desfile das profissões, jogos, origamis, caricaturas, entre outras), os jovens das três unidades conseguiram demonstrar as suas visões, sensibilizando a todos que participaram de forma direta ou indireta do projeto.

“Criar uma apresentação para o projeto foi bem interessante, pois pela primeira vez parei para pensar no que o Espro representava para mim. Percebi, então, que realmente mudou o meu jeito de ser, mudou a minha vida e me fez pensar nas possibilidades de qual carreira seguir”, completou a Aprendiz Larissa Florêncio da Silva, 18 anos, da turma 6860 da unidade Centro 2 (Fecap Liberdade).

Os colaboradores do Espro das três unidades e da Barão, além das áreas de GDI e Facilites, que contemplaram os trabalhos desenvolvidos pelos jovens, perceberam e sentiram o quanto a instituição é importante na vida deles.

Com o projeto, foi possível ver o valor desta ação e o impacto na vida não somente dos jovens (nosso primeiro alvo), mas também de todos os colaboradores da nossa instituição, como afirmou a instrutora Tatiane Karla, da unidade Centro II, que expressou o sentimento de todos os envolvidos no período.

"Percebemos qual a significância de nosso trabalho no desenvolvimento de nossos Jovens Aprendizes, fortalecendo o sentimento que nos move a cada dia de contribuir para o objetivo da nossa instituição em buscar sua missão de integrar o jovem no mundo do trabalho por meio de ações socioeducativas. Com isso, temos ainda mais a certeza de que juntos somos mais Espro”, finalizou. 

Futuramente, haverá a realização do mesmo projeto na unidade Maria Borba.

Fim do conteúdo (Clique neste link para voltar ao início do conteúdo) Voltar ao topo da página (Menu principal)